Logo
  • Bacuri: Moradores do povoado Madragoa interditam MA 303 pedindo o fim do transporte “pau de arara” no município.

    Familiares, amigos e a comunidade em geral do povoado
    madragou no município de Bacuri, interditaram a MA 303, na manhã desta
    segunda-feira (05).
    A interdição aconteceu no mesmo local do acidente que
    vitimou, 8 estudantes e fica a 500 metros do povoado onde uma caminhonete “pau-de-arara” que
    transportava cerca de 20 estudantes da escola Cristino Pimenta em Bacuri para o
    povoado Madragoa que fica a 9 km da sede do município quanto se chocou com um
    caminhão carregado de pedra;  . O veículo que transportava
    os jovens alunos da escola estadual era dirigido por um menor de idade, que
    seria filho de Rogério Azevedo Rocha, de 40 anos.
    Os moradores reivindicam a mudança no transporte escolar
    do município, afirmando que centenas de alunos correm o mesmo risco que corriam
    os estudantes do povoado madragoa.  A Prefeitura de Bacuri
    recebeu mais de R$ 317 mil para aquisição de veículos para realizar transporte
    escolar. Os recursos foram obtidos através do Programa Nacional de Apoio ao
    Transporte Escolar (Pnate), e em toda a rede de ensino os alunos são conduzidos
    em “pau de arara”.
    Os manifestantes cobram
    do governo do estado o apoio para as famílias das vítimas, incluindo
    assistência social e psicológica prometido pela governadora no dia do acidente
    e a manifestação do prefeito balduíno, que segundo moradores desapareceu da
    cidade.

    Depois
    das manifestações no local do acidente, os moradores saíram em passeata, pela MA
    303, percorreram ruas do povoado, e com muita comoção encerraram em frente à
    igreja de São Pedro na Av; Principal do povoado.

    2 Comentários

    1. Moradores de Bacuri vcs são a justiça

    2. É isto mesmo temos que dar um basta nesses desmando, e é dessa forma nos juntando e partindo para luta só vai é com pressão da população….!

    Deixe o seu comentário!