Logo
  • Caos na Saúde de Santa Helena faz mais duas vitimas agora mãe e filho.

    E a história se repete – O que deveria ser mais um
    parto no Hospital Municipal de Santa Helena, se transformou em mais um
    tragédia. Uma jovem de apenas 17 anos de idade moradora do Povoado Apaga Fogo,
    município de Santa Helena deu entrada por volta das 9:00 horas da manha do dia
    19/02, para dar a luz a uma criança que segundo as ultrassonografias, era uma
    criança grande e saudável. Ela Graziela, estava há mais de uma semana perdendo
    líquido e segundo relatos da sua irmã Claudia, o medico do dito hospital, teria
    dito a ela que isso era  normal e que poderia continuar e somente uma
    semana depois dar a luz. 
    Uma tragédia anunciada – Entrou as 9:00 horas
    da manha e somente por volta das três da tarde, foram fazer o parto na jovem.
    Muito debilitada, segundo familiares, não sabem se o bebe teria nascido morto
    ou se mataram a criança. O sofrimento de Graziela não pararia por ai. Passando
    mal, os médicos e enfermeiras, pouco ligavam para os chamamentos dos
    familiares, que vendo a situação, pediam socorro.

    Perdendo muito sangue – A situação foi piorando e
    nada se fazia, para salvar a jovem, que já havia perdido a sua criança. Depois
    de muito desespero da jovem e aos gritos da família, resolveram transferi-la
    para o hospital de Pinheiro, isso já por volta das 23:00 horas isso mesmo 11:00
    da noite.  Já quase sem vida foi colocada em uma ambulância e levada para
    o Hospital Materno Infantil, onde segundo relatos do medico Dr. Elton Castro,
    tudo fizeram para salva – la, mas, já era tarde demais. 

    Pedindo Justiça – O pai desesperado com a morte do
    neto e da filha,  aos prantos, na porta do necrotério do Hospital Materno
    Infantil, tentava encontra justificativa para a morte estúpida da sua filha de
    apenas 17 anos e dizia: “ mataram a minha filha no hospital de Santa Helena e
    eu vou querer justiça”. Ela tem pai e tem família, agora eu vou correr atrás da
    justiça para que mais pessoas inocentes, não moram naquele Hospital que se
    transformou em um verdadeiro Matadouro. Dizia Martinho! 

    Iformaçôes do Blog do  Paulinho Castro

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!