Logo
  • Com o pai recebendo mais de R$ 100 mil, Leonardo Sá, pede voto de vereadores pela permanência do prefeito de Pinheiro

    Desde a última sexta-feira (03) iniciaram as movimentações nos bastidores da política pinheirense pela permanência do prefeito Luciano Genésio no cargo.

    Na última terça-feira (31) a Câmara Municipal de Pinheiro recebeu um pedido de cassação do prefeito da cidade. O pedido foi protocolada por eleitores pinheirenses e tem como denúncia  a prática de nepotismo, suposta prática dos crimes de peculato, formação de quadrilha, emprego irregular de verbas ou rendas públicas, lavagem de dinheiro e outros a ser objeto de investigação (reveja aqui).

    O primeiro a se movimentar foi o ex-candidato a prefeito de Pinheiro, Dr. Leonardo Sá. O médico que tem o pai na folha dos supersalários da prefeitura recebendo mais de R$ 100 mil (reveja aqui), demonstrou mais uma vez toda sua conivência com o caos administrativo que se instalou na cidade pelas mãos do seu aliado, Luciano Genésio, e reuniu vereadores para formalizar um pedido, o encontro foi na noite da última sexta-feira (03).

    Leonardo que diz ser pré-candidato a deputado estadual, pediu aos edis que votem pela permanência do prefeito de Pinheiro no cargo. O pedido de Leonardo vai de encontro a opinião de mais de 70% da população pinheirense que desaprova a gestão de Luciano Genésio (Veja Aqui).

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!