Logo
  • CPI dos Combustíveis ouve empresário e representantes da ANP nesta quarta

    CPI investiga o abusivo aumento nos
    preços dos combustíveis e a possível formação de cartel entre empresários do
    setor, na capital maranhense.
    A CPI dos Combustíveis, presidida pelo deputado estadual Othelino Neto
    (PCdoB), volta a se reunir nesta quarta-feira (07), no Plenarinho, às 14:30h,
    para ouvir o empresário Francisco Nunes de Melo e dois representantes da
    Agência Nacional do Petróleo (ANP), Douglas Pedra, coordenador de defesa da
    concorrência, e Ubirajara Sousa da Silva, coordenador de fiscalização no
    Nordeste.
    O foco é investigar, no prazo de até 120 dias, o abusivo aumento nos
    preços dos combustíveis e a possível formação de cartel entre empresários do
    setor na capital maranhense. Para os deputados que compõem a CPI, a instalação
    da Comissão foi um clamor da própria sociedade que não aguenta mais conviver
    com os excessos nos preços dos combustíveis, praticados pelos postos de venda
    na capital maranhense.
    Na semana passada, a CPI ouviu o presidente do Sindicato dos
    Revendedores de Combustíveis do Maranhão, Orlando Santos, e o empresário Otávio
    Ribeiro de Jesus Neto.
    À CPI, Orlando Silva disse não acreditar que possa estar existindo
    uma cartelização dos preços dos combustíveis, mas admitiu que o sindicato já
    recebeu denúncias sobre adulteração da gasolina.
    Além de Othelino Neto, a CPI dos Combustíveis conta ainda com André
    Fufuca (PEN) como vice-presidente e César Pires (DEM) como relator. A Comissão
    tem ainda como membros Jota Pinto (PEN), Carlos Amorim (PDT), Roberto Costa
    (PMDB) e Francisca Primo (PT), na condição de titulares.

    Ficaram como suplentes Bira do Pindaré (PSB), Camilo Figueiredo e
    Raimundo Louro (PR), Neto Evangelista (PSDB), Alexandre Almeida (PTN) e Doutor
    Pádua (PRB).

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!