Logo
  • Deputado reitera disposição do Governo em negociar a questão indígena

    Othelino disse que todo esse impasse está acontecendo, graças ao governo
    anterior que deixou várias heranças malditas que agora estão sendo corrigidas
    O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) reiterou,
    na sessão desta quinta-feira (09), a disposição do governo Flávio Dino (PCdoB)
    em negociar a questão dos índios. Ele informou sobre uma reunião, que
    acontecerá nesta sexta-feira (10), com a participação de representantes do
    Governo, do Ministério Público Federal e da Fundação Nacional dos Índios
    (Funai) para tratar do assunto.
    “Para o
    governo passado não se sentir seguro em fazer repasses com a permissividade que
    era a marca da gestão anterior, no que diz respeito a pagamentos suspeitos, era
    porque realmente algum problema havia”, disse Othelino.
    Segundo o deputado, diante de diversas
    irregularidades encontradas na formalização dos processos, vai ser necessário
    um termo de ajustamento para que o Governo não seja responsabilizado por
    pagamentos irregulares, que não tiveram cumpridos todos os trâmites legais.
    O deputado voltou a esclarecer que as dificuldades
    nesses pagamentos, no real cumprimento dos pré-requisitos legais para que eles
    fossem feitos, não se iniciaram na atual gestão, mas na administração Roseana
    Sarney. Ele reiterou que, em nenhum momento, o Governo Flávio Dino deixou de
    negociar.
    “Enfatizo a disposição do Governo, em não só
    continuar a negociação, como tentar resolver dentro do que permite a legislação
    e os princípios da boa aplicação dos recursos públicos, sanar as pendências
    quanto à educação, em específico a pauta principal da reivindicação que é a
    questão do pagamento do transporte escolar”, disse Othelino.
    O deputado criticou a oposição por tentar passar a
    ideia de que o Governo seria insensível e não estaria disposto a negociar.
    “Foram horas e horas de conversas, tanto que já houve dois pagamentos
    referentes às pendências de 2013 e 2014 de dívidas deixadas pelo governo
    Roseana Sarney”, comentou.
    Reuniões
    discutem a questão
    O deputado disse que o Governo não vai deixar
    passar como verdades as mentiras repetidas com o único objetivo de tentar
    desqualificar o governo que, de fato, propõe-se a fazer mudanças. “A única
    coisa que aconteceu nessas negociações foi muita conversa em um nível
    republicano. E é por ser zeloso, por ter cuidado com o patrimônio público e
    querer preservar a legislação e só fazer pagamentos que, de fato, tenham
    cumprido todos os procedimentos legais, que essas discussões estão
    acontecendo”, frisou.
    Othelino afirmou que todo esse impasse está
    acontecendo, graças ao governo anterior que deixou várias “heranças malditas”
    que agora estão sendo corrigidas. Segundo o deputado, construir e reconstruir
    um Estado deixado como terra arrasada, não é uma missão fácil. Para ele,
    o Governo é feito de homens e mulheres que não são mágicos, que não têm a
    capacidade de resolver e de desfazer estragos históricos da noite para o
    dia. 
    “Tenho certeza que, apesar da crise de
    abstinência do grupo Sarney, da má vontade da oposição e do medo de que os
    privilégios continuem acabando, esse Governo está dando certo e mudará o
    Maranhão, mesmo com a gritaria rouca e despropositada da oposição”,
    afirmou.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!