Logo
  • Deputado repercute matéria do Fantástico que mostra precariedade de escola em Codó

    Deputado
    do PCdoB lamentou o fato de alunos e professores utilizarem o mato como
    banheiro
    O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB)
    lamentou, na sessão desta segunda-feira (10), o fato de o Maranhão ter sido
    notícia negativa novamente no Fantástico da rede Globo, no último domingo (09),
    por conta das precárias condições da escola municipal de Codó “Divina
    Providência”, onde alunos e professores usam o mato como banheiros sentam em
    cadeiras inapropriadas e têm aulas numa antiga residência de piso batido.
    “Vi o Fantástico anunciar uma matéria
    sobre uma avaliação feita nas principais escolas do país. Fiquei esperando,
    ansiosamente, para ver se daquela vez o Maranhão não estaria contemplado nos
    indicadores piores do país. Mas para minha tristeza, lá estava o Estado de novo
    com destaque negativo, desta vez, com uma escola no município de Codó que
    funciona precariamente, muito distante de dar as condições mínimas para que
    alguém possa estudar”, disse Othelino Neto.
    O deputado do PCdoB lamentou que a escola
    municipal Divina Providência não disponibilize banheiros para os estudantes,
    ofereça cadeiras cujos pés são de cano e funcione sem energia elétrica. Segundo
    o deputado, enquanto estudantes e professores fazem suas necessidades
    fisiológicas no mato porque não têm banheiro, o governo do Maranhão paga
    banheiros milionários, no município de Humberto de Campos.
    “Esse é um triste retrato do Maranhão. As
    cadeiras cujos pés são de cano afundam no chão de piso batido. Na entrevista, a
    professora dizia que, muitas vezes, a criança cai e, principalmente, as menores
    acabam chorando e se machucando com a queda”, comentou o deputado. 
    Avaliação Internacional 
    Durante dois meses, os repórteres Eduardo
    Faustini e Luiz Cláudio Azevedo percorreram escolas públicas dos estados que
    tiveram as médias mais baixas no Programa de Avaliação Internacional de Estudantes
    (Pisa). Othelino disse que eles vieram achar as piores escolas no Maranhão, no
    município de Codó.
    “De nenhuma forma, venho a esta tribuna
    comemorar o que vi. Vim aqui registrar e lamentar de ver as crianças do
    Maranhão nesta situação. O pior é que, daqui a pouco, o senador José Sarney, no
    seu artigo dominical, vai dizer que isso é mais um complô contra o Estado”,
    afirmou.
    Othelino disse ainda que esse colégio do
    Maranhão está no padrão de uma escola lá no Uzbequistão, país da Ásia Central.
    Para o deputado, esse é o Estado que a propaganda oficial insiste em dizer que
    está indo de “vento em popa”. 
    “Então finalizo esse pronunciamento
    lamentando que, mais uma vez, este Estado apareça premiado nos indicadores
    negativos, envergonhando todos os maranhenses, mas principalmente isso deveria
    envergonhar a governadora Roseana Sarney que é a responsável, junto com o seu
    grupo que governa há quase 50 anos, pelo nível de pobreza do nosso querido
    Maranhão”, concluiu o deputado do PCdoB.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!