Logo
  • Deputado Zé Inácio chama atenção das autoridades sobre incêndio na Terra Indígena Arariboia

    Deputado
    Zé Inácio destaca as constantes ameaças que os funcionários do Ibama estão
    sofrendo.
    Na
    manhã desta terça-feira (20), o presidente da Comissão dos Direitos Humanos e
    das Minorias, deputado Zé Inácio (PT) fez uso da tribuna para denunciar e ao
    mesmo tempo chamar atenção das autoridades sobre o incêndio que consome hoje
    parte da Floresta Amazônica, na Terra Indígena Arariboia, situada entre os
    municípios de Arame, Grajaú, Santa Luzia, Bom Jesus das Selvas, Amarante e
    Buriticupu, cerca de 150 km de Imperatriz, no sudoeste do Maranhão. O Incêndio
    iniciou no dia 21 de setembro.
    “Apesar
    dos esforços de 200 brigadistas do IBAMA, as chamas já devastaram cerca de 35%
    da área de 413 mil hectares, onde vivem 12 mil indígenas da etnia Guajajara e
    aproximadamente 80 Awá Guajás”, denunciou o parlamentar.

    Inácio (PT) destaca ainda a importância da denuncia feita pelos indígenas. “Não
    podemos deixar de ouvir os indígenas, quando responsabilizam os madeireiros
    pelo incêndio nas suas terras, que tem trazido, além de prejuízo ambiental,
    risco de morte às crianças e adultos indígenas, devido a fumaça e as altas
    temperaturas”.  
    Agilidade
    – 
    O
    deputado Zé Inácio nas suas responsabilidades como presidente da Comissão dos
    Direitos Humanos e das Minorias fez contato pessoalmente com o secretário de
    Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável, do Ministério do Meio
    Ambiente Carlos Guedes, para que o Governo Federal, principalmente, através do
    IBAMA, dê uma atenção maior ao Maranhão no que diz respeito a esse
    incêndio.  “O secretário Carlos Guedes é um conhecido nosso, foi
    presidente do INCRA, foi delegado do MDA, à época em que também fui delegado do
    MDA e hoje tem um cargo importante no Ministério do Meio Ambiente, fiz contato
    com ele, colocando esta situação do incêndio que consome grande parte da
    Floresta Amazônica aqui no Maranhão, com a intenção de interceder nesta
    situação e assim coibir este incêndio”.
    Carlos
    Guedes garantiu reforço para o combate ao incêndio. Está previsto o lançamento
    aéreo de 2 mil litros de água com retardante, por duas aeronaves cedidas pela
    Aeronáutica, além da chegada de mais 30 brigadistas.

    ​Como Presidente da Comissão de Direitos Humanos Zé Inácio cobra rigor por
    parte da Polícia Federal que faça uma investigação, não só para apurar a
    tentativa de homicídio a um funcionário do IBAMA, que ocorreu na semana
    passada, como também fazer uma repreensão mais firme àqueles que continuam
    patrocinando o incêndio ilegal na Floresta Amazônica.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!