Logo
  • Deputados pedem melhorias para o transporte de ferry boat no Maranhão

    Deputado Bira do Pindaré (PT) e o deputado Othelino Neto (PC do B)
    O deputado estadual Bira do Pindaré (PT) encaminhou,
    segunda-feira (11), uma indicação à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa
    solicitando à governadora do Estado, Roseana Sarney, e ao presidente da Empresa
    Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Luiz Carlos Fossati, melhorias
    nos serviços do transporte de Ferry Boat do Maranhão.
    Dentre as melhorias nos terminais, o deputado pede
    funcionamento de serviços durante 24h, policiamento constante, além da
    implantação de posto de saúde, de farmácia, de restaurante, de serviço de
    compra de passagem com cartão de crédito e de compra de passagem pela internet.
    “Os ferry boats têm apresentado precariedade tanto
    estruturalmente quanto funcionalmente. E isso tem que ser revestido urgente,
    porque milhares de pessoas dependem desse meio de transporte para transitar na
    região da baixada maranhense”, alegou Bira.
    Pedido de audiência
    Durante sessão plenária realizada nesta semana na
    Assembleia Legislativa, a situação dos ferry boats também esteve em pauta.
    O deputado Othelino Neto (PCdoB) criticou os péssimos
    serviços prestados pelas empresas de ferry no Estado e solicitou ao presidente
    da Comissão de Obras e Serviços Públicos, Alexandre Almeida, uma audiência
    pública a ser realizada no município de Pinheiro, com o objetivo de discutir a
    questão com a EMAP e com os representantes da ServiPorto e da Internacional.
    Para o parlamentar, o tratamento dispensado aos usuários
    não se justifica. Ele reafirmou que a audiência pública dará uma grande
    contribuição para solucionar os problemas. “Não podemos mais permitir essa
    forma arcaica de atendimento nos ferry boats, por isso creio que essa
    Assembleia dará uma grande contribuição realizando essa audiência pública,
    fazendo uma avaliação crítica e propondo soluções concretas. São milhares de
    maranhenses, não só baixadeiros, mas de várias regiões do Estado que utilizam
    esses serviços”, afirmou.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!