Logo
  • Eleição da câmara de Santa Helena vai parar na Justiça…

    Em sessão tumultuada para
    escolha da nova mesa diretora da câmara municipal de Santa helena, não foi possível
    conhecer os eleitos para o próximo biênio.
    Na certeza de perder a presidência
    do legislativo, o prefeito Lobato (PPS), apelou usando um dos seus para pedir
    o adiamento da eleição.
                Jorge Moraes suplente
    apelão
    Depois das chapas apresentadas
    e, dado inicio a votação, só o vereador Antônio Loureço (Capim) declarou voto. Em
    meio à sessão, quebrando o protocolo da casa, o suplente de vereador Jorge
    Moraes (PV), interrompeu a votação e entregou nas mãos do presidente da casa Marcelo
    Marques (DEM), um requerimento pedindo o adiamento da eleição da casa.
    Alegando ser prejudicado
    pela morosidade da justiça em relação ao julgamento do processo que define a quantidade
    de vagas no legislativo local, que pede o aumento de 9 para 13 edis. Jorge afirma
    que a eleição não pode acontecer até que justiça defina o real quadro de vereadores
    da cidade. O requerimento do vereador pede o adiamanto da eleição da casa até
    que a justiça dê o parecer final.

    O pedido foi acatado pelo
    presidente da casa o que gerou um grande tumulto. Os vereadores Capim (DEM),
    Joades (PSB), Jorge Malhadeira (PR) e Kajoca (PP) se levantaram e declararam a
    vereador Nelba (PP) presidente.
    A sessão foi encerrada constando
    na ata que apenas o vereador Capim votou. Agora a justiça decidirá se foi válida
    ou não a eleição da casa.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!