Logo
  • Eliziane Gama pede que Sandra Maria Monteiro, filha do homem que ficou conhecido “Monstro do Maranhão, seja inclusa nos programas do Governo.

    A
    Reunião Ordinária da CDHM também contou com a presença de Sandra Maria
    Monteiro, filha do homem que ficou conhecido “Monstro de Pinheiro”, por ter
    abusado dela por mais de 17 anos. Na ocasião, foi discutida a situação
    socioeconômica de Sandra, que até hoje não tem sequer casa própria.
     “Hoje
    Sandra vive em casa alugada pela prefeitura e aluguel não é algo definitivo,
    precisamos que ela esteja incluída nos programas do Estado e Governo Federal, e
    haja de fato reparação pela audiência do aparelho do Estado neste caso. Vamos
    fazer todos os encaminhamentos necessários”, afirmou Eliziane Gama.
     O
    defensor público Joaquim Neto, responsável pela Defensoria Itinerante,
    destacou, durante a reunião, a necessidade de reparação do Estado no caso de
    Sandra. Ele também relatou a situação de vulnerabilidade na região e citou caso
    de adolescente violentada por 30 homens em uma das Ilhas de Pinheiro.
    Agostinho
     “Estamos
    acompanhando esta situação e vamos verificar inclusive se o pai de Sandra fazia
    parte de alguma colônia de pescadores, pois como ele foi morto dentro do
    sistema prisional podemos tentar uma pensão para Sandra”, explicou.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!