Logo
  • Enroladas de Zé Arlindo impede ida de Filuca para encontro de prefeitos em Brasília

    Prefeito Filuca, Ficou em pinheiro para tentar desbloqueio das contas
    Durante os dias 28 e 30 de janeiro, o Centro de Convenções Ulisses
    Guimarães, em Brasília (DF), sediará o “Encontro Nacional com Novos
    Prefeitos e Prefeitas – Municípios Fortes, Brasil Sustentável”. O evento
    tem o objetivo de apresentar aos novos gestores municipais os programas do
    governo federal e de que maneira eles têm reflexo direto nas prefeituras. A
    programação foi organizada com base em quatro eixos: “Desenvolvimento
    social”, “Desenvolvimento econômico”, “Desenvolvimento
    ambiental e urbano” e “Participação social e cidadania”.

    O encontro terá cinco auditórios onde ocorrerão palestras das programações
    principais e paralelas, além de oficinas de capacitação e mesas de boas
    práticas. Também estarão à disposição dos gestores municipais 26 estandes de
    ministérios e de órgãos com influência direta no cotidiano dos municípios, como
    por exemplo, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

    Dentro da programação principal, que ocupará os auditórios Master e Planalto,
    estarão contemplados aqueles ministérios que executam políticas mais
    descentralizadas e com contato maior com os executivos municipais. Serão
    discutidas e apresentadas as principais políticas em Educação, Saúde, Economia
    e Infra-estruturar. No primeiro dia, o destaque será as Políticas voltadas para
    as Mulheres, bem como o Plano Brasil Maior e Desenvolvimento Local. No segundo
    dia, com programação mais extensa, serão abordados o Brasil Sem Miséria, o PAC
    2, dentre outros. No último dia, a agenda será voltada para os programas de
    Prevenção a Desastres Naturais, a programas de Desenvolvimento Rural
    Sustentável, além do relacionamento entre União e municípios.

    O prefeito de pinheiro Filadelfo Mendes “Filuca” não viajou para Brasília para
    participar do evento promovido pelo Governo Federal. Filuca resolveu ficar na
    cidade para tentar o desbloqueio das contas do município.

    Por conta do
    montante da multa, em torno de mil reais por dia, o FUNDEB (Fundo de Manutenção
    e o Desenvolvimento do Ensino Básico), o FMS (Fundo Municipal de Saúde) e o FPM
    (Fundo de Participação do Município) foram bloqueados por decisão do juiz do
    trabalho, Lucas Silva de Castro. O bloqueio desses recursos, segundo Filuca,
    praticamente inviabiliza a maioria das ações emergenciais em curso. “Estamos
    empreendendo todas as tentativas de acordo para que, pelo menos, parte desses
    recursos sejam disponibilizados. Do contrário, teremos grandes dificuldades
    para cumprir obrigações e dar continuidade ao programa de ações emergenciais”,
    explicou ele.
    A solicitação
    judicial, feita ao Banco Central do Brasil, ocorreu em razão do não cumprimento
    com compromissos assumidos. No primeiro ano de gestão do ex-prefeito, em
    14/12/2009, a Prefeitura de Pinheiro foi notificada por não cumprir suas
    obrigações, não apresentar defesa e nem pagar o valor devido. Em 2011, o
    Município novamente não cumpriu seus compromissos. 
    Agora o “calote” da gestão
    Zé Arlindo saiu caro. No final do ano passado, em 28/11/2012, o juiz Érico
    Renato Serra Cordeiro, determinou o bloqueio online do FPM que deveria ser
    revertido em favor do FIA, Fundo da Infância e Adolescência do Estado.
    A justiça levou em
    consideração “o silêncio do executado”, ou seja, o total desleixo e falta de
    atenção da administração passada, com relação ao caso.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!