Logo
  • Fedeu! Inquérito que envolve aliados deve ser reaberto pelo Governador Flávio Dino.


    Arlindo ex-prefeito de Pinheiro
    citado no esquema. 
    Engavetado em meados de 2013 pela
    governadora Roseana Sarney (PMDB), o inquérito que apura o envolvimento de
    prefeituras, prefeitos e ex-prefeitos do Maranhão com esquemas de agiotagem,
    uma das principais razões pelas quais o estado detém um dos mais baixos Índices
    de Desenvolvimento Humano (IDH) no Brasil, deve ser reaberto pelo governador
    Flávio Dino (PCdoB) nas próximas semanas.
    A informação foi divulgava
    pelo secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, na
    última segunda-feira (10), durante visita à Assembleia Legislativa.
    Por se tratar de uma reabertura de
    caso, o inquérito deve tomar por base as investigações feitas pela
    Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e pelo Grupo
    de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério
    Público (MP) Estadual, que identificaram a participação de 41 municípios,
    gestores e ex-gestores supostamente envolvidos com os crimes de agiotagem –
    inclusive em tramoias com a quadrilha que executou o jornalista Décio
    Sá.
    No mapa da corrupção, pelo menos
    23 prefeituras investigadas, o que representa mais da metade, estavam sob
    o comando de partidos que fazem parte da base aliada de Dino – inclusive
    coligados com o partido do governador, o PCdoB, durante o período eleitoral.
    Segundo o delegado-geral da Polícia
    Civil, Augusto Barros Neto – na época titular da Seic e responsável pelas
    investigações, “um mandato de prisão” já poderia ser expedido
    contra todos os envolvidos com máfia dos agiotas.
    – A qualquer momento poderá sair
    um mandado de prisão contra alguns dos 41 prefeitos e ex-prefeitos que estão
    sendo investigados pela Polícia Judiciária, por envolvimento com a máfia dos
    agiotas que vinham agindo no interior do Maranhão. Até mesmo o município de São
    Luís tem gestor que está sendo investigado – afirmou Barros à época, em
    entrevista ao O Imparcial.
    A coisa pode feder pro lado de aliados do Governador Flavio Dino. Na lista
    dos envolvidos aparecem nomes de aliados do Governador como o ex-prefeito de
    Pinheiro, Zé Arlindo (PSB). A cidade de Pinheiro é uma das citadas no esquema. Vejam Aqui os prefeitos e ex-prefeito citados no esquema. 
    Abaixo, a lista conjunta da Seic e da
    Gaeco, que pedia a quebra de sigilos bancários e fiscais das contas das
    prefeituras investigadas:
    Do Atual 7

    1 Comentário

    1. Vixee.
      Ta faltando o nome de Filuca e do filho dele.
      Afinal, também são dois corruptos. Pinheiro vivendo uma monarquia. Povo ganhando 300 reais de salario. Povo sem emprego,o povo tem que se humilhar para os políticos por um emprego. O povo acha que Filuca ou qualquer outro politico faz favor quando faz algo de bom.
      Não, faz sua obrigação. Pois os políticos não passam de funcionários do Povo.
      Filuca faz a velha politica do pão e circo.
      Todo mundo farinha do mesmo saco.

    Deixe o seu comentário!