Logo
  • Fernando Furtado diz que conquistou mandato com luta e sacrifício

    O deputado Fernando Furtado
    (PCdoB) ocupou a tribuna, na sessão desta quinta-feira (26), para rebater
    críticas do deputado Sousa Neto (PTN). Frisando ter nascido em uma família
    humilde, Furtado assinalou que não se elegeu às custas de dinheiro público, e sim
    graças a uma intensa luta, travada em meio a grandes sacrifícios.
    Fernando Furtado acrescentou
    que não fez nenhum pedido ao governador Flávio Dino para que, como suplente,
    pudesse assumir mandato na Assembleia Legislativa. “Eu estou aqui nesta Casa
    representando os trabalhadores da pesca por mérito; eu não tive milhões para
    gastar com minha campanha. Os votos que obtive vieram da base a qual eu
    represento”, frisou.
    Depois de expressar repulsa
    à compra de voto, o deputado Fernando Furtado lembrou que, na primeira eleição
    que disputou, obteve pouco mais de 500 votos. Na segunda, obteve 11.446 votos
    e, na terceira eleição, conquistou 17.752 votos.
    “Esta é a prova de que o meu
    trabalho, a minha dedicação e a minha luta só vêm fazendo com que eu cresça. Na
    minha campanha, gastei R$ 27 mil. Foi o que tive para gastar. E no caixa do
    sindicato que eu dirigia e que agora entreguei para os companheiros em
    Pinheiro, eu deixei em torno de R$ 500 mil. Se eu fosse pilantra ou ladrão, eu
    teria ganho a minha eleição porque esse dinheiro dava para comprar o restante
    dos votos que eu precisaria para completar a minha votação. Mas não fiz e não
    faço isso”, ressaltou. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!