Logo
  • Grávidas são constrangidas e humilhadas durante marcação de Ultrassom na cidade de Turilândia.

    Moradores foram expulsos de dentro da unidade de saúde para esperar do lado de fora no sol escaldante

    O descaso com a saúde em Turilândia está se agravando, dia após dia e pessoas que procuram por atendimento nas unidades de saúde da cidade passam por humilhação e constrangimento.

    Demora nos atendimentos, falta de medicamentos, demora em marcação de exames e consultas alcançam de forma devastadora os moradores da cidade.

    O clima de insatisfação entre doentes e familiares que procuram atendimento na rede pública do município é grande. Em várias unidades, os pacientes enfrentam enormes filas de espera até para marcação de uma simples Ultrassom.

    Os pacientes tiveram que se acomodar em uma calçada próximo ao posto

    São corriqueiros casos como do Posto de Saúde do Bairro Santo Antônio. Moradores foram expulsos de dentro da unidade de saúde para esperar do lado de fora no sol escaldante o horário de marcação de Ultrassom, pessoas que ali estavam se sentiram constrangidas e humilhas inclusive mulheres gravidas.

    O prefeito Alberto Magno que contratou a empresa G.R.B NUNES – ME para fornecimento de equipamentos para Secretaria Municipal de Saúde  por 278.635,08 (duzentos e setenta e oito mil, seiscentos e trinta e cinco reais e oito centavos), bem que poderia descentralizar o atendimento para outras unidades.

    De acordo com a resenha do contrato no Diário Oficial do Estado do Maranhão, o contrato foi assinado no dia 03 de março de 2017 pelo prefeito da cidade, Alberto Magno Serrão Mendes e o representante legal da empresa, Lauriston Soares da Silva.

    A G..R..B. NUNES – ME tem como endereço a Avenida Duque de Caxias no centro da cidade de Santa Helena.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!