Logo
  • Homens maranhenses lideram ranking de câncer de pênis no mundo, aponta estudo

    Aos 31 anos de idade, H. S, homem que prefere não se identificar, foi pela primeira vez ao consultório de um médico urologista. Morador da cidade de Tufilândia, interior do Maranhão, distante cerca de 300 km da capital, São Luís. Aquela até que poderia ser uma consulta de rotina, mas era uma emergência grave.

    “Ele chegou pálido e falou que estava com feridas na região do pênis há vários meses. No relato, contou que já tinha tentado passar até mesmo substâncias químicas corrosivas, como misturas com soda cáustica, para acabar com a ferida, mas a situação só piorou, claro. O que começou como uma ferida tratável virou um tumor que tomou conta do pênis do paciente. Infelizmente, tivemos que retirar o pênis para evitar que o câncer se espalhasse pelo organismo”, revela o uro oncologista Elimilson Brandão, que atendeu ao paciente em um hospital público de São Luís.

    “Ele chegou pálido e falou que estava com feridas na região do pênis há vários meses. No relato, contou que já tinha tentado passar até mesmo substâncias químicas corrosivas, como misturas com soda cáustica, para acabar com a ferida, mas a situação só piorou, claro. O que começou como uma ferida tratável virou um tumor que tomou conta do pênis do paciente. Infelizmente, tivemos que retirar o pênis para evitar que o câncer se espalhasse pelo organismo”, revela o uro oncologista Elimilson Brandão, que atendeu ao paciente em um hospital público de São Luís.

    Sinais do câncer de pênis 

    É preciso ficar atento a alguns sintomas e sinais, como por exemplo:

    • Pele do pênis com alteração de cor ou mais espessa
    • presença de nódulo, ferida ou úlcera
    • protuberâncias avermelhadas e aveludadas
    • secreção persistente
    • pequenos edemas sólidos.

    Tratamento

    O principal fator e também o mais importante é consultar um médico especialista, apenas ele tem o poder de realizar os exames específicos, identificar e iniciar o tratamento do câncer de pênis.

    “Jamais inicie qualquer tratamento sem a avaliação do urologista! Tem muita informação na internet, mas somente o diagnóstico clínico com análise dos exames pode indicar o protocolo mais adequado para o tratamento”, recomenda o urologista Elimilson Brandão.

     

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!