Logo
  • Iniciada a construção de ‘Cozinha Comunitária’ em Pedro do Rosário.

    O Governo do Estado iniciou as obras de construção de 15 Cozinhas Comunitárias das 30 unidades que serão criadas nos municípios maranhenses com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Além dessas, outras cinco unidades de alimentação já estão com Ordem de Serviço emitida para iniciar nos próximos dias. A execução do projeto de expansão das Cozinhas Comunitárias no Maranhão é de responsabilidade da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes).

    O Governo do Maranhão instituiu o Plano de Ações ‘Mais IDH’, com o objetivo de promover ações que combatam a pobreza extrema e superem as desigualdades sociais no meio urbano e rural do Estado. As Cozinhas Comunitárias integram as políticas públicas para o enfrentamento dessa problemática.

    As ‘Cozinhas Comunitárias’ são equipamentos públicos de alimentação e de nutrição destinados ao preparo de refeições saudáveis, balanceadas, ofertadas gratuitamente à população em situação de insegurança alimentar e nutricional. O serviço garante a esse público o direito humano à alimentação adequada, promovendo ainda a educação alimentar associada a práticas que contribuam com a redução dos transtornos alimentares, entre outros aspectos fundamentais à saúde das pessoas.

    Entre os municípios, onde a construção das ‘Cozinhas Comunitárias’ já iniciaram, estão Marajá do Sena, Fernando Falcão, Serrano do Maranhão, Pedro do Rosário, Centro Novo do Maranhão, São Roberto, Satubinha, Governador Newton Belo, Conceição do Lago Açu, São João do Caru, Arame, Brejo de Areia, Lagoa Grande, São Raimundo do Doca Bezerra e Santa Filomena. Os 30 municípios contemplados pelo projeto estão inseridos no Plano de Ações ‘Mais IDH’, desenvolvido pelo Governo do Estado, por apresentarem situação de extrema pobreza, o que reflete, principalmente, na situação de insegurança alimentar e nutricional da população.

    “A implantação do Programa Cozinha Comunitária é de grande importância para o município pois oportuniza o acesso à refeições adequadas e saudáveis, balanceadas, aos usuários da Política de Assistência Social além de proporcionar cursos de geração de trabalho e renda possibilitando o empoderamento das famílias para a qualificação profissional e inserção no mundo de trabalho”, garantiu o prefeito, Raimundo Antônio.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!