Logo
  • Judiciário entrega novo fórum de Carutapera

    O Tribunal de
    Justiça do Maranhão entregou nesta quinta-feira (7) as novas instalações do
    fórum da comarca de Carutapera, distante 538 quilômetros de São Luís. Com
    373,61 m², o prédio conta com secretaria judicial, sala de oficiais, sala do
    Juizado Especial, distribuição, sala de processamento de dados, banheiro para
    pessoas com deficiência, entre outros.
    A placa de
    inauguração foi descerrada pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador
    Cleones Carvalho Cunha, representando o presidente do TJMA, desembargador
    Antonio Guerreiro Júnior; pelo juiz de Maracaçumé, respondendo por Carutapera,
    Paulo Roberto Brasil Teles de Meneses; pelo presidente da Associação dos
    Magistrados do Maranhão (AMMA), Gervásio Protázio dos Santos; pelo deputado
    estadual Raimundo Cutrim; e pelo prefeito da cidade, Amin Barbosa Quemel.
    O juiz Paulo
    Roberto Brasil falou da carga valorativa que a nova estrutura representa para
    magistrados, servidores e sociedade, pelo estímulo ao desejo de mudança e ao
    desempenho das funções com zelo e eficiência, refletindo em novo caminho para a
    magistratura. “Com muitas dificuldades vencidas, O TJ, Corregedoria e AMMA
    estão conseguindo dar uma resposta para a sociedade, que é quem mais ganha”,
    avaliou.
    O desembargador
    Cleones Carvalho Cunha falou da facilitação de acesso ao Judiciário pela
    comunidade de Carutapera com o novo prédio, resultado da mudança de concepção
    dos magistrados que têm passado pela direção do Tribunal de Justiça, com foco
    no 1º Grau. “Estão de parabéns o povo, os juízes e os servidores, com um espaço
    digno de trabalho e atendimento ao público”, disse.
    O presidente da
    Associação dos Magistrados, Gervásio Protázio, ressaltou o reconhecimento ao
    fato de o Tribunal de Justiça ter ouvido as reivindicações dos juízes de 1º
    Grau com o trabalho de modernização que vem sendo feito. “Muitos juízes não
    possuíam condições de prestar um bom serviço. Hoje, a população é quem está
    ganhando”, declarou.
    O prefeito da
    cidade, Amin Quemel, destacou o excelente padrão da obra, que comporá o
    conjunto arquitetônico de Carutapera. “O fórum irá completar o tripé da
    democracia no município, formado pelo Legislativo, Executivo e Judiciário”,
    opinou.
    O oficial de
    justiça Jorge Aélio dos Santos, que trabalha na comarca desde 1983, disse que
    sempre houve dificuldade em prestar os serviços nos prédios anteriores, por
    conta da falta de estrutura. “Essa é a primeira vez que os oficiais terão uma
    sala própria, é uma grande diferença”, falou.
    O novo fórum –
    localizado na rua deputado Manoel Ribeiro –começou a ser construído durante a
    gestão do desembargador Jamil Gedeon, lembrado e congratulado pelos magistrados
    na inauguração. A licitação da obra custou R$ 732.635,34.
    Também
    participaram da solenidade os desembargadores Raimundo Nonato de Souza e
    Raimundo Magalhães Melo; a juíza de Pinheiro, Lavínia Helen Coelho; a promotora
    de justiça da comarca, Laura Amélia Barbosa; o vice-presidente da Câmara
    Municipal, Jeremias Guerra; o diretor de Engenharia do TJ, Rui Sobrinho; e o
    advogado Djalma Pinheiro, representando a OAB-MA.
    COMARCA – A
    comarca de Carutapera tem uma média de distribuição mensal de 55 processos,
    entre ações cíveis, criminais, de família, execução fiscal e fazenda pública,
    contando com cerca de mil processos em tramitação na vara única e o no Juizado
    Especial.
    De entrância
    inicial, a comarca foi criada pela Lei n° 289, de 26/01/1949, pertencendo ao
    pólo de Pinheiro e possuindo como termo judiciário o município de Luís
    Domingues. Atualmente 13 servidores do Judiciário trabalham na comarca, além de
    quatro vigilantes terceirizados.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!