Logo
  • Máfia da gasolina adulterada é descoberta em São Luís

    Galpão usado
    como ponto de descarregamento clandestino e de adulteração de gasolina, óleo e
    álcool, localizado na Vila Maranhão, nas proximidades da empresa Votorantim,
    foi desarticulado pela Polícia Militar, no começo da tarde de ontem. Ainda foi
    apreendido mais de 17 mil litros de gasolina, que estava dentro de um
    caminhão-tanque Volvo azul, de placa JVB-2419, cujo motorista era Lourival
    Silva Filho, natural de Caxias. Segundo a polícia, Lourival Filho é funcionário
    da Total Distribuidora.

    O tenente da Polícia Militar, Vera Cruz, lotado no Batalhão Ambiental, informou
    que a polícia ficou sabendo que há mais de um ano, em um galpão pertencente ao
    homem identificado apenas por “Ismael”, havia intensa movimentação de
    entrada e saída de caminhões, principalmente, carregados de gasolina, óleo
    diesel e álcool, inclusive, no período da noite.

    O oficial da PM ainda disse que as declarações anônimas afirmavam que esses
    veículos eram das empresas Total Distribuidora, SP e Shell. Eles eram
    abastecidos e lacrados no Porto do Itaqui e, logo em seguida, paravam no
    galpão. Neste local, uma parte do combustível era descarregado e substituído
    por água, provavelmente misturada a álcool hidratado.

    “Os
    caminhões chegavam com uma grande quantidade de combustível ao galpão. Descarregavam
    a metade desse produto e para não levantar suspeita, eles completavam água, ou
    seja, o combustível restante era misturado com água. Muitas empresas foram
    lesadas por esses motoristas”, frisou Vera Cruz.

    Também
    relatou que, na última sexta-feira, foi montado uma operação para desarticular
    a quadrilha, mas ao chegar ao local não foi encontrado aparentemente nenhuma
    irregularidade.

    A polícia apenas ficou sabendo que Ismael estava viajando e estaria no galpão
    na segunda-feira. Ontem, os policiais mais uma vez estiveram no local e, logo
    na chegada, encontraram o caminhão Volvo, sob a responsabilidade de Lourival
    Silva, descarregando a gasolina, que chegava a ser mais de 17 mil litros. Ainda
    ficaram cientes que somente este ano era a terceira vez que fazia esse tipo de
    ação criminosa.

    O local foi fechado e o caminhão com o motorista levados, no primeiro momento,
    para a Delegacia de Defraudações, no Centro, mas, em seguida, ao Plantão de
    Polícia Civil, localizado na Vila Embratel. Vera Cruz afirmou que o caso será
    investigado pelo 12º Distrito Policial, Pedrinhas.

    O imparcial

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!