Logo
  • Maranhão tem candidato mais jovem para o Senado

    Evan de Andrade, alega que nem sempre experiência na política, significa sucesso na política e que ele pode representar bem a população
    Pertence ao Maranhão o candidato mais novo na
    disputa ao Senado, é Evan de Andrade (PCB). Aos 34 anos – fará em setembro a
    idade mínima exigida por Lei para exercer a função – é coordenador da Juventude
    do PCB e pretende representar os interesses dessa faixa estaria da população no
    Congresso Federal.

    O artigo 14 da Constituição estabelece que, para se eleger, a idade mínima é de
    trinta e cinco anos para Presidente e Vice-Presidente da República e Senador.
    No entanto, Evan baseia-se no artigo 11 da Lei Eleitoral 9.504/97, que
    preconiza que a idade mínima, como condição de elegibilidade é verificada
    tomando-se como base a data da posse. “Dessa forma, atenderei os requisitos
    legais para o cargo no dia 30 de setembro deste ano, quando completarei 35
    anos, antes, portanto, da posse”, defende o candidato do PCB, partido mais
    antigo do Brasil, com 92 anos de história, e que Evan atribui sua fundamentação
    política.

    Para contrapor o discurso da experiência, comum a alguns políticos que atuam há
    mais tempo, o comunista alega que, em vários casos, a experiência está ligada a
    ultrapassadas e combatidas práticas políticas – ele elenca: desvio de dinheiro
    público, propostas faraônicas, sonegação fiscal, tráfico de influencia,
    nepotismo cruzado, superfaturamento. “Essa experiência faço questão de nunca
    possuir. Em política o que importa, antes de tudo é a vontade de fazer, a
    honestidade e se assessorar de excelentes profissionais”, opina.

     De O Imparcial

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!