Logo
  • Motorista do caminhão envolvido em acidente que matou estudantes em Bacurí vai se apresentar

    O advogado que representa o motorista
    do caminhão envolvido no acidente que matou oito estudantes em Bacuri, no
    Maranhão, informou que o caminhoneiro – que ainda não foi identificado – vai se
    apresentar à polícia na tarde de segunda-feira (5), segundo o delegado que
    investiga o caso Luís Cláudio Balby.
    De acordo com
    delegado, a versão do caminhoneiro vai ajudar no momento de definir de quem foi
    a culpa pela colisão. “No momento, nós estamos colhendo as provas policiais do
    acidente. Pelo que já levantamos de informação, acreditamos que a culpa tenha
    sido realmente do menor que estava guiando a caminhonete, mas o inquérito ser
    concluído no máximo em 30 dias”, acrescentou Balby.
    O delegado disse
    também que a polícia ainda não tem notícias sobre o menor de 15 anos que
    dirigia a caminhonete com os estudantes no lugar do pai, Rogério Azevedo Rocha,
    de 39 anos, que foi gravemente ferido no acidente.
    Sobre as condições
    estruturais da MA-303, onde ocorreu o acidente, o delegado disse que a pista se
    encontra regular. “Não vimos nada de anormal que pudesse dar causa ao
    acidente”, explicou.

    Na noite de
    terça-feira (29), um caminhão transportando pedras se chocou de frente com a
    caminhonete que levava os estudantes do município de Bacuri para o Povoado
    Madragoa. Com o impacto, o veículo caiu em uma ribanceira e matou oito
    estudantes e deixou outros mais de dez feridos.
    Do Jornal Pequeno

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!