Logo
  • Santa Helena: Mais um inocente perde a vida por causa do péssimo atendimento no hospital da cidade.

    Mais
    uma criança foi tirada do seio familiar por conivência do prefeito, João Jorge
    Lobato (PPS), que faz vista grossa aos inúmeros casos de mortes de crianças por
    negligência e falta de atendimento, no único hospital da cidade.
    De acordo
    com relatos de familiares, o pequeno João Carlos de apenas 2 anos,  morador do povoado Apaga Fogo, na Zona Rural
    da cidade, estava com um inchaço e por três vezes foi levado ao hospital da
    cidade e mandado de volta pra casa, sendo que na ultima, já debilitado, a
    equipe de plantão atendeu o garoto e já no período da noite, solicitou uma bateria
    de exames, só que hospital não oferece os serviços de laboratório a população,
    e por conta do horário  a família ficou impossibilitada
    de realizar os exames em laboratórios particulares.   
    Vendo
    a situação da criança se agravar, e tendo a certeza que no hospital de Santa Helena,
    o descaso é total, a família resolveu logo pela manhã, levar a criança para o
    hospital Materno Infantil, na vizinha cidade de Pinheiro, mas já era tarde. Depois
    de muitas idas e vindas ao hospital de Santa helena, a criança já estava muito
    debilitada e morreu.
    “A avó relatou que a médica do hospital
    de Pinheiro disse que João não resistiu porque não houve um atendimento
    adequado no Hospital de Santa Helena”.

    “Eles não quiseram internar meu filho,
    aplicaram várias injeções e passaram muitos exames que não poderiam ser feitos no
    hospital eu fiquei sem saber o que fazer depois de tudo isso quando levei meu
    filho à pinheiro a minha revolta aumentou, e quando me falaram lá que o quadro
    dele era grave, eu me desesperei ainda mais quando me falaram que eu ia perder
    meu filho , porque eu sabia que ia perder meu filho, uma dor que nunca vai ter
    fim, eu nunca vou esquecer… meu filho é insubstituível. Relatou a mãe em
    prantos”

    Vejas os relatos dos familiares. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!