Logo
  • O suicídio político de Wellington Muniz em Palmeirândia

    Segundo lugar nas eleições de 2016, e hoje o principal adversário político do grupo Garcia na cidade de Palmeirândia, Wellington Muniz, caminha para o suicídio político caso confirmada a informação propagada por aliados do Pré-candidato a prefeito, Edílson da Alvorada.

    Nas eleições municipais de 2016, a diferença entre o atual prefeito, Jorge Garcia e Wellington Muniz, foi de apenas 825 votos. Mesmo perdendo a eleição, Wellington saiu fortalecido do pleito, em sua primeira disputa eleitoral.

    Com aceitação popular e base eleitoral formada, até a última semana Wellington mais uma vez caminhava para polarizar as eleições de Palmeirândia com o Grupo Garcia. A decepção por parte do eleitorado de Wellington Muniz, veio depois da divulgação por meio das redes sociais, através de aliados do Pré-candidato, Edilson da Alvorada, informando uma possível aliança. Aliança essa considerada por pessoas próximas de Wellington como um tiro no pé, suicídio político.

    Acordo e grau de confiança.

    O Pré-candidata a prefeito, Edílson da Alvorada, é o atual Vice-prefeito da cidade Palmeirândia, nas eleições de 2016, concorreu o pleito na chapa vencedora do grupo Garcia. Em menos de um ano, rompeu com o grupo político que que deu a ele vida política e um mandato de Vice-prefeito.

    Que acordo “verbal” poderia levar o maior adversário político do Grupo Garcia a abdicar de sua Pré-candidatura e entregar suas bases eleitorais ao pretensiosismo político?  Com a palavra a população de Palmeirândia..

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!