Logo
  • O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recebeu 35 pedidos de impugnação de candidaturas.

    O Tribunal Regional Eleitoral (TRE)
    recebeu 35 pedidos de impugnação de candidaturas. Destes, 24 ações foram
    impetradas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Dezoito candidatos a
    deputado estadual foram impugnados, seis a deputado federal e dois candidatos a
    governador também tiveram a candidatura contestada.
    Sabádo, 12, foi o último dia para que os
    pedidos de registro de candidatura fossem impugnados. Até um dia antes do fim
    do prazo, somente três ações haviam dado entrada no TRE. Os demais 32 pedidos
    de impugnação foram impetrados no início da noite do sábado.
    Na lista dos impugnados estão o candidato
    a governador, Zeluis Lago (PPL), acionado pelo candidato a deputado estadual
    Antônio Ferreira Martins (PHS), que alega problemas na filiação partidária do
    candidato do PPL.
    Também foi acionado o candidato a
    governador Lobão Filho (PMDB). Ele teve a candidatura impugnada pelos
    candidatos a deputado federal Simplício Araújo (SD) e Rubens Júnior (PCdoB). O
    primeiro alega que o peemedebista é representante de uma empresa que tem
    contrato com o Governo do Estado. O segundo diz que Lobão Filho tem condenação
    criminal.
    Ainda dentro da disputa majoritária, o
    candidato a primeiro suplente de senador Raimundo Monteiro (PT) também foi
    impugnado. Contra a candidatura dele há duas ações de impugnação: uma do MPE
    que pede indeferimento do registro devido a contas de sua gestão no Instituto
    Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) rejeitadas pelo Tribunal de
    Contas da União (TCU).
    A segunda ação foi impetrada pela
    candidata a deputado estadual Valéria Campos (PSB) também devido à rejeição das
    contas pelo TCU.
    A coligação Pra Frente Maranhão e o
    Partido Verde (PV) foram acionados duas vezes pelo candidato a federal Márcio
    Jardim, que alega nas duas ações que o PV não pertence a qualquer coligação
    majoritária para governador e senador que tenha sido registrada em ata na
    convenção da legenda.
    Estaduais – Foram acionados
    18 candidatos a deputado estaduais. Nestas listas está Telma Pinheiro (PSDB),
    ex-secretária de Obras do governo de Jackson Lago. Foi o MPE que contestou o
    pedido de registro da tucana devido à improbidade administrativa. Telma
    Pinheiro faz parte da lista do Tribunal de Contas do Estado (TCE) devido à
    desaprovação da tomada de contas feitas pelo tribunal.
    A ex-deputada Graciete Lisboa (PSL), a
    deputada Cleide Coutinho (PSB), o deputado Raimundo Loro (PR) e o suplente de
    deputado Magno Bacelar (PV) também foram acionados pelo MPE, todos por rejeição
    de contas pelo TCE.
    Ainda na lista dos candidatos a deputado
    estadual impugnado o médico Yglésio Moyses (PT), devido a problema com demissão
    de serviço público; a filha do presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo
    Melo (PMDB), Nina Melo (PMDB) devido a problemas com filiação partidária; o
    vereador de Raposa, Frank Seba (SD), devido à condenação criminal, e Luciano
    Genésio (SD).
    Já entre os candidatos a deputado federal
    estão o ex-secretário de Planejamento Fábio Gondim (PT), por problemas com
    filiação partidária; o ex-prefeito de Porto Franco Deoclides Macedo (PDT)
    devido à rejeição de contas pelo TCE; o ex-prefeito de Açailândia Jeová Alves
    também por rejeição de contas pelo TCE e o deputado federal Costa Ferreira
    (PSC), também por rejeição de contas pelo TCE.
    O Estado

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!