Logo
  • Othelino mostra relatório do MP que comprova aumento da criminalidade na ilha de São Luís

    Deputado do PCdoB mostrou números e apontou
    divergências entre dados da Secretaria de Segurança e da Imprensa
    O
    deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) mostrou, na sessão desta quinta-feira
    (13), relatório do Ministério Público que comprova que os índices de violência
    só aumentaram na região metropolitana de São Luís, nos últimos quatro anos,
    durante o governo Roseana Sarney. “Isso evidencia o descontrole do
    Estado com relação à violência e à falta de política de Segurança Pública no
    Maranhão”, disse o parlamentar.
    Segundo
    o relatório do MP,  de 2010 para 2013 o número de mortes violentas, em particular
    de homicídios, na região metropolitana, quase dobrou. Isso sem falar de outros
    pontos do Estado, onde também os índices já são assustadores. Em 2010, na Ilha
    de São Luís, foram 535 mortes violentas. Em 2011, 655. Em 2012, 687 e em 2013,
    espantosamente, subiram de 687 para 984. “É o Ministério Público atestando a
    falta de políticas públicas, a incompetência do governo do Estado, em
    particular, na questão da Segurança Pública”, frisou o deputado.
    Othelino
    observou que há uma divergência entre os dados da Imprensa, da Secretaria de
    Segurança e do Ministério Público com relação aos homicídios e mortes violentas
    na região metropolitana de São Luís. Segundo o governo do Estado, no ano de
    2013, houve 801 mortes violentas na região metropolitana. De acordo com a
    imprensa, foram 949 e, pelo relatório do Ministério Público, foram 984 mortes
    violentas, quando, especificamente, homicídios.
    O
    deputado lembrou que a senadora Ana Rita (PT-ES), que veio ao Maranhão fazer
    uma vistoria no auge da crise de Pedrinhas, disse, em seu relatório, que
     a comissão percebeu o total descontrole do Estado perante o Sistema
    Penitenciário do Maranhão. Segundo o parlamentar, ela não pode nem ser acusada
    por pertencer a um partido de oposição, porque o PT, hoje em sua grande maioria
    e oficialmente, é aliado do governo do Maranhão e veio atestar o descontrole.
    Judiciário X Segurança

    “Não
    adianta tentar tapar o sol com a peneira ou jogar a culpa para o Judiciário.
    Estamos diante de relatórios apresentados pela  senadora Ana Rita e de
    dados do Ministério Público Estadual que comprovam, de uma vez por todas, que
    infelizmente a sociedade maranhense está abandonada quanto a todas as políticas
    públicas, em especial quanto à Segurança Pública”, observou Othelino Neto ao
    lembrar que o Judiciário mostrou que, na realidade, têm várias ordens de prisão
    dadas pelo Judiciário que a Secretaria de Segurança não conseguiu cumprir
    ainda.
    Segundo
    o relatório da senadora Ana Rita, a presença de facções criminosas que
    controlam o presídio ultrapassa os muros dos estabelecimentos prisionais, tudo
    em função do crime organizado sobre o qual o Estado perdeu o controle. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!