Logo
  • Pinheiro 2016: Segue o impasse sobre a aliança PMDB/PT

    O imbróglio político em Pinheiro continua e enquanto uma misteriosa resolução não chegar por estas terras está valendo coligação, aprovada em convenção, entre o PMDB e o PT com Filuca Mendes prefeito e César Soares vice.cesar e fifi

    Do Robert Lobato

    Embora o PT de Pinheiro tenha aprovado a continuidade da aliança política com o PMDB em todas as instâncias municipais e estaduais, um recurso apresentado pelo dirigente Márcio Jardim criou um impasse no processo eleitoral no maior município da Baixada Maranhense.

    A princípio, Jardim pedia o fim da coligação PT/PMDB e imediata aliança com o PP de Luciano Genésio, que na época do recurso subscrito pelo petista, estava afinado com o médico Leonado Sá (PCdoB).

    Contudo, antes mesmo do recurso de Márcio Jardim chegar na mesa do controverso presidente nacional do PT, Rui Falcão, o PP rompeu com o PCdoB mantendo a candidatura de Luciano Genésio e, ato contínuo, precipitando o lançamento do nome de Leonardo Sá também como candidato a prefeito de Pinheiro.

    Com a crise PP/PCdoB, Márcio Jardim teve, após receber “uma ligação de um prefixo 61”, de fazer uma retificação no seu recurso e, desta feita, sugerindo aliança não mais com Luciano Genésio, mas sim com Leonardo Sá.

    Resolução

    Com essa mudança de candidato, corre especulações de que o Diretório Nacional do PT vai obrigar o partido a caminhar ao lado do comunista Leonardo Sá segundo uma resolução política que já estaria a caminho do Maranhão para notificar as instancias locais sobre o cavalo de pau em Pinheiro.

    Só que até o momento a tal resolução está tipo aquela história de enterro de anão: ninguém vê.

    O fato é que o imbróglio político em Pinheiro continua e enquanto essa misteriosa resolução não chegar por estas terras está valendo coligação, aprovada em convenção, entre o PMDB e o PT com Filuca Mendes prefeito e César Soares vice, e as respectivas candidatas a vereadora no que pode ser a chapa mais feminina das eleições 2016 no Maranhão, tal como registrado na ata da convenção reproduzida abaixo. Confira:res

    As palavra do vice

    Ao Blog do Robert Lobato, o atual vice-prefeito de Pinheiro e candidato a reeleição César Soares disparou o seguinte:

    O PT argumenta que o Congresso “rasga” a Constituição pra dar o golpe do impeachment. E, quando o PT “rasga” seu Estatuto pra dar um golpe num diretório municipal, perde todo o seu discurso. Ceder aos caprichos do governador “SaruêDino”, o PT nacional não está zelando pelo nome do partido, pois o candidato do PCdoB, não passará da terceira colocação na disputa. Ele é “forasteiro” e isso pesa muito em nossa cidadeNão aceitarei passivamente esse golpe e tomarei todas as providências para garantir a autonomia dos nossos filiados”.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!