Logo
  • Pinheiro: Câmara aprova abertura de processo para cassação do vereador Lucas do Beiradão.

    Vereador, Guto (PV), leu o pedido de abertura do processo de cassação que momentos depois foi aprovado.

    Vereador, Guto (PV), leu o pedido de abertura do processo de cassação que momentos depois foi aprovado.

    Durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Pinheiro na manhã desta terça-feira, 03, foi lido e   aprovado a abertura do processo de cassação do mandato do vereador, José Lucas Pereira Fernandes “Lucas do Bairadão” PSDB.

    O pedido de cassação do vereador, foi protocolado no último dia ,29, na secretaria do legislativo pinheirense, pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

    Lucas pode ser cassado por quebra de decoro.

    Lucas pode ser cassado por quebra de decoro.

    A mesa diretora da casa, apresentou o pedido de cassação do vereador na manhã desta terça, e por 6 votos favoráveis e 5 contrários, o pedido da abertura do processo de cassação do vereador, foi aprovado pelo legislativo de Pinheiro.

    Os vereadores, Beto de Ribão (PSD), Oziel Meneses (PSD), Guto (PV), Concita (PV) e Sinval Souza (PMDB), foram favoráveis a abertura do processo de cassação, enquanto os vereadores, Stélio Cordeiro (PSDB), Nézio (PDT), João Moraes (PSB), Selma (PP) e Albininho (PSB), foram contrários a aprovação, o desempate se deu pelo voto do vereador, Valter Soares (PV) que presidia a sessão e também votou favorável pela abertura do processo.

    O vereador Lucas, é acusado por quebra de decoro parlamentar. De acordo com o pedido aprovado pela câmara, no último dia 21 um grupo de vândalos, depredou e saqueou o matadouro público da cidade de Pinheiro causando um prejuízo de mais de 300 mil reais ao município. O vereador, José Lucas, é acusado de ter participação ativa na ação criminosa que destruiu o patrimônio público.

    Relatos de populares, áudios e imagens arroladas no processo movido em desfavor do parlamentar, podem confirmar que o mesmo, teria organizado, incentivado, e patrocinado o ato de vandalismo.

    Uma comissão processante, foi criada na manhã desta terça-feira, tendo como presidente, a vereadora Concita (DEM), Relator o vereador Beto de Ribão e membro o vereador Stélio Cordeiro.

    Nos próximos dias a comissão começará ouvir as testemunhas arroladas no processo.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!