Logo
  • Pinheiro: CEMAR dá calote ne Evento da Assembleia de Deus.

      

    A Companhia Energética do
    Maranhão “CEMAR” deu um calote na Igreja Evangélica Assembleia de Deus do
    Bairro de Pacas Pinheiro – MA, no ultimo fim de semana.
    A igreja Assembleia de
    Deus do bairro de pacas que fica a 6 km do centro da Cidade de Pinheiro,
    realizou no ultimo fim de semana 19 e 20 sábado e domingo o evento denominado
    CONFRAMAP a 1ª Confraternização de jovens da Assembleia de Deus da Área de
    Pacas.  
    A realização do evento
    teve a duração de dois dias sendo que no primeiro dia (19) sábado o evento
    aconteceu nas dependências internas do templo da AD do Bairro. No segundo dia domingo
    (20) o evento foi realizado na parte externa do templo onde a Av: principal foi
    isolada e montada uma estrutura de palco e som.
    Para realização do evento
    da parte de fora da Igreja onde foi montada a estrutura o consumo de energia elétrica
    seria bem maior, então houve a necessidade da busca da energia “tri fase”. A igreja
    através de sua liderança   procurou a Agência CEMAR de Pinheiro onde foi
    cobrado um taxa no valor de R$ 82,38 (oitenta de dois reais e trinta e oito
    centavos), pelo consumo de 100 kWh que segundo a agência seria consumido das 19
    as 22hs pela estrutura que seria montada.

    A igreja fez todos os
    tramites legais, pagou a taxa e a Companhia afirmou que os profissionais que prestam
    serviços pra mesma, estariam no local para fazer as devidas instalações as
    10:00h da manhã de Sábado (19). Mas na verdade não compareceram no local.
    A igreja foi brigada a
    usar a energia das instalações internas vindas do templo. O evento que reuniu
    mais de três ml pessoas foi interrompido por diversas vezes por falta de
    corrente elétrica, haja vista que o consumo sobrecarregou a estrutura elétrica de
    dentro da igreja fazendo com que as chaves disparassem a todo o momento.
    A igreja fez o registro
    de um “B.O” e irá cobra na justiça os serviços pagos e não executados por parte
    de Companhia e pelos constrangimentos que sofreram os organizadores do evento.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!