Logo
  • Prefeito de Pinheiro mostra ingratidão com o presidente do próprio partido

    Do  Antônio Martins

    Luciano Genésio mostra ingratidão com Fufuquinha

    O romancista francês Alexandre Dumas, conhecido internacionalmente, proferiu uma das frases que entraram para a história quando disse que “há favores tão grandes que só podem ser pagos com a ingratidão”.

    O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP) provou que, dentro do mundo político, o autor da famosa frase tinha razão, embora a análise tenha sido baseada em seu tempo. Nos dias atuais, quando o assunto é “ingratidão” Luciano Genésio é quase uma unanimidade.

    A ‘fama’ de ingrato já vem de longe, mas foi durante e depois da campanha do ano passado que Luciano mostrou sua verdadeira face ao enganar vários políticos no estado.

    O primeiro a ser enganado, foi o grande padrinho político que lhe deu guarita nos momentos de aflição: o cerca velha Waldir Maranhão. Depois que Maranhão perdeu a presidência do partido, Genesinho transformou sua ingratidão num verdadeiro festival de horrores.

    Depois de Waldir, foram vítimas o governador Flávio Dino e o médico Leonardo Sá (PCdoB). Dias antes das convenções partidárias, Genésio havia procurado o comunista e aviso que iria retirar sua candidatura a prefeito de Pinheiro, em nome da união da oposição contra o ex-prefeito Filuca Mendes (PMDB), e apoiaria a candidatura de Sá que havia formado coligação com a força de 16 partidos. Na época, a esposa do pepista, Thaísa Hortegal (PCdoB), chegou a ser anunciado candidata a vice-prefeita na chapa, após reunião no Palácio dos Leões.

    Waldir oferece R$ 10 mi para o ingrato prefeito posar pra foto

    Mas quando chegou a Pinheiro, Luciano Genésio, desfez o acordo e se lançou candidato de qualquer forma. No entanto, antes o ‘ingrato’ havia procurado o deputado André Fufuca, presidente regional do PP no Maranhão – de quem também foi vítima – , para que ele pudesse intervir junto ao senador Ciro Nogueira, presidente nacional do partido, visando garantir sua candidatura à Prefeitura de Pinheiro.

    Sem conhecer a ‘fama’ de Genesinho, Fufuquinha fez muito mais: além de intervir junto ao diretório nacional, o parlamentar tirou do próprio bolso recursos para apoiar a campanha do então candidato.

    Durante a campanha, o atual chefe do executivo pinheirense ligava quase todos os dias atrás do presidente regional de seu partido em busca de ajuda financeira para não deixar a campanha ‘morrer’. Fufuquinha bancou muitas coisas: De gasolina, material publicitário, pesquisa eleitoral, dentre outras coisas.

    Chegou o dia da eleição, Luciano se elege prefeito e sequer voltou a ligar ao deputado para lhe agradecer pelo apoio. O prefeito pinheirense “deu o troco” pelo apoio recebido do deputado pagando mais uma vez com a sua ingratidão infinita. Mesmo sem legendas, as fotos abaixo falam por si.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!