Logo
  • Prefeito Edison Chagas, diz que salário de grevistas será pago “sem descontos”

    No ultimo dia 12/08, o
    desembargador “Lourival Serejo” deu parecer favorável ao executivo municipal de
    Pres. Sarney, reconhecendo que a greve dos servidores da Educação do município
    era ilegal.
    Parte dos servidos
    paralisaram os seus trabalhos por 6 dias, sendo que no dia em que saiu o
    parecer da justiça, os educadores, em negociação com representantes do
    executivo já tinham firmado acordo pelo fim das manifestações.
    Daí muitos profissionais
    ficaram temerosos em relação aos seus salários do mês “08”, onde estava a
    critério do município fazer ou não um desconto em torno de 240,00 (Duzentos e
    quarenta reais) de cada grevista.
    Sempre prezando pelo bom
    relacionamento e respeitando todas as classes. O prefeito Edison Chagas
    anistiou as faltas dos professores durante os “06” dias de greve, mesmo apos a
    Justiça ter considerado a paralisação  ilegal.

    Na sua decisão, o prefeito
    justifica dizendo que tal desconto causaria um grande prejuízo ao orçamento
    familiar dos mesmos, e reiterou, que espera contar sempre com dialogo, o bom
    senso e a boa educação de todos. A coordenação pedagógica da secretaria de
    educação ficou responsável pela realização de tarefas extra classe para
    diminuir os prejuízos aos alunos.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!