Logo
  • Prefeito Filuca responde ao Luís Cardoso.

    Matéria vinculada no blog do Luis Cardoso
    Não tenho por
    hábito responder as denúncias veiculadas em blogs, visto a maioria ser de
    interesse político, caluniosas e sem o conhecimento verdadeiro dos fatos, sendo
    ouvida somente uma versão muita das vezes distorcida.
    Entretanto, desta
    vez abro um precedente e confirmo a veracidade da informação, como esta publicada em seu blog às
    12h07 horas deste dia 15/05/2105, sob o título “Hospital Materno Infantil de
    Pinheiro está um mês sem vacina BCG”. Aproveitando para encaminhar-lhe cópia de
    Nota Técnica datada de 07 de janeiro de 2015.
    Por meio daquela,
    a Secretaria de Estado da Saúde – SES comunica o contingenciamento no
    fornecimento de “imunobiológicos” às Unidades de Saúde, dentre os quais a
    Vacina BCG, sob a alegação de “descumprimento do cronograma de entrega pelo
    laboratório produtor responsável”, situação esta que persiste até o momento.
    Em decorrência
    disso, desde então, estão sendo destinadas 200 doses/mês da Vacina BCG para
    atendimento de ‘todos’ os municípios cobertos pela Regional de Saúde de
    Pinheiro, cabendo ao nosso município 120 doses/mês da referida.
    Ocorre que, só o
    Hospital Materno Infantil de Pinheiro realiza, em média, 200 partos/mês, o que
    ocasiona um déficit mensal, sem que tenhamos perspectivas de uma solução.
    Desconheço alguma informação em contrário, que nos indique a regularização
    breve do abastecimento.
    Se o município de
    Santa Helena, como foi divulgado, acumula doses excedentes, que têm propiciado
    o atendimento inclusive de recém-nascidos oriundos de Pinheiro, graças a Deus!
    Certamente isso se deve ao fato de que nas unidades de saúde daquele município
    o número de partos realizados é menor do que a meta prevista pela Secretaria de
    Estado da Saúde – SES , a ponto de permitir o excedente. Raciocínio lógico,
    não?
    Aproveito, para
    informar que, caso você receba alguma denúncia relativa a surto de dengue no
    município de Pinheiro, quero também confirmar a veracidade da informação,
    aproveitando para encaminhar Nota Técnica do Ministério da Saúde, autorizando o
    uso de inseticida utilizado no combate ao mosquito Aedes aegypt, com prazo de
    validade vencido desde outubro de 2012, o qual o Ministério considerou apto
    para o uso em função do correto armazenamento e de supostos testes que
    comprovariam a eficácia.
    Aplicado em nosso
    município, tal insumo não se mostrou capaz de combater o mosquito da dengue,
    ocasionando um dos maiores surtos já vistos na região, contrariando os testes e
    a esperança do Ministério.
    Aproveito, ainda,
    para informar também que caso você receba alguma denúncia sobre o transporte
    escolar do ensino médio, a mesma possui veracidade. O referido transporte é de
    responsabilidade do estado, devido a grave crise financeira que passam os
    municípios,  torna impossível a prefeitura de Pinheiro, arcar
    com esta responsabilidade do estado.
    Encaminho em
    anexo, ofício desta prefeitura, solicitando parceria com secretaria de educação
    do estado e o ofício resposta da secretária, autorizando a celebração de um
    convênio, que apesar de o valor não ser suficiente para cobrir as despesas
    do objeto, já ajudaria e minimizaria o sofrimento dos alunos hoje prejudicados.
    Mas estranhamente logo em seguida recebemos um email onde ficava entendido a
    suspensão do referido convênio.
    Prezado Luis
    Cardoso, esses esclarecimentos deverão bastar para o perfeito entendimento
    sobre a responsabilidade que cabe aos diversos entes públicos nos três
    casos, lançando luzes sobre as condições com as quais se defrontam os gestores
    municipais atualmente. Eu, certamente não sou o único a vivenciar as situações
    que descrevi acima.
    Deverão
    as informações que tomo a liberdade de enviar também servir de reflexão para
    que não se julgue este – e nenhum outro fato – conhecendo-se apenas uma parte
    da verdade.
    Abaixo o comunicado da Secretaria de Estado Saúde. 

    Sendo
    necessários outros esclarecimentos, coloco-me à disposição.
    Filuca Mendes
    Prefeito
    de Pinheiro

    3 Comentários

    1. junior soares disse:

      vc adiciona site no seu blog para receber clicks?

    2. junior soares disse:

      quantas visitas vc recebe por dia no seu blog?

    3. Ednilson disse:

      Eu achava que a política era a segunda profissão mais antiga. Hoje vejo que ela se parece muito com a primeira.

    Deixe o seu comentário!