Logo
  • Prefeitura de Santa Helena realiza mutirão do Glaucoma com mais de 200 atendimentos

    A Prefeitura de Santa Helena, através da Secretaria Municipal de Saúde realizou o mutirão do Glaucoma em parceria com o hospital da visão e governo do estado. O mutirão aconteceu no hospital municipal da cidade  e foram ofertados exames de medição da pressão dos olhos e avaliação do fundo de olho com a oftalmologista responsável.

    Com a promoção de consultas e exames, o objetivo do ‘mutirão do glaucoma’ é realizar o diagnóstico precoce e encaminhar o paciente para o tratamento adequado. Em média foram atendidas cerca de 250 pessoas.

    O Secretário Municipal de Saúde,  Fábio Nascimento  demonstrou a importância da realização do mutirão, já que Santa Helena possui uma quantidade significativa de pessoas com a doença, que aparece de forma silenciosa e não tem cura. “Esse serviço de prevenção é indispensável para a sociedade helenense, pois, na maioria das vezes, a doença é detectada em um nível muito avançado, quase no estágio da cegueira. Portanto, cada paciente realiza os exames e caso seja detectado o glaucoma, já sai com os medicamentos devidos para o tratamento” garantiu o secretário.

    Para o prefeito Zeildo Almeida a realização de atividades como o Mutirão do Glaucoma é importante para ampliar o acesso de centenas de pessoas ao diagnóstico preciso e tratamento da doença. E também  identificar outras doenças como a catarata, que é muito comum, e possibilitando o encaminhamento desses pacientes a um tratamento eficiente, disse o prefeito.

    Glaucoma

    O glaucoma é uma doença que atinge o nervo óptico e envolve a perda de células da retina responsáveis por enviar os impulsos nervosos ao cérebro. A pressão intraocular elevada é um fator de risco significativo para o desenvolvimento do glaucoma, não existindo, contudo, uma relação direta entre um determinado valor da pressão intraocular e o aparecimento da doença, ou seja, enquanto uma pessoa pode desenvolver dano no nervo com pressões relativamente baixas, outra pode ter pressão intraocular elevada durante anos sem apresentar lesões.

    Se não for tratado, o glaucoma leva ao dano permanente do disco óptico da retina, causando uma atrofia progressiva do campo visual, que pode progredir para cegueira. Um dos principais sintomas da doença é a perda da visão periférica na fase inicial. No começo a perda é sutil, e pode não ser percebida pelo paciente, por isso é importante a realização dos exames, inclusive em casos de perdas moderadas a severas.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!