Logo
  • Presidentes de Colônias, Sindicatos é Associações são humilhados na Coordenação Federal da pesca no Maranhão.

    Os presidentes de Colônias, Sindicatos e Associações, chegam à coordenação da pesca meia noite

    Presidentes de Colônias, Sindicatos é Associações são humilhados na Coordenação Federal da pesca no Maranhão.

    As entidades de pesca que seriam para representar os pescadores no Maranhão vivem um dilema terrível, como se não bastasse a mão pesada do governo federal que suspendeu o seguro defeso 2015, sob alegação que mandaria fazer um novo recadastramento nacional e uma fiscalização para identificar supostas fraudes, fiscalização essa que nunca aconteceu.

    Na mesma linha a atual coordenação da pesca no Maranhão ligada à superintendência federal da agricultura no estado, acontece  coisas mais absurdas no setor durante a atual gestão na pesca do Maranhão.

    Os efeitos das portarias 40/2015 e 11/2016 afetaram muitos pescadores que regulamente estão cadastrados e sobrevivem da pesca e dali tiram seu sustento. Devido à falta de estrutura da coordenação no estado somado a falta de interesse dos gestores da pasta, tornou-se uma peregrinação humilhante para os representantes do setor.

    Os presidentes de Colônias, Sindicatos e Associações, chegam à coordenação da pesca meia noite, dormem ao relento, tudo em busca de informações que nem sempre são repassadas pela superintendência coordenação.

    No máximo 10 presidentes são recebidos por dia e cada um tem direito a 10 processos para atualização de dados. Para falar sobre tal situação aos pescadores da Baixada, o presidente da Câmara Municipal de Pinheiro, Vereador Elizeu de Tantan,  através de requerimento convidou o deputado estadual, Junior Verde, para participar de Sessão Ordinária que acontecerá no próximo dia 27 de junho no Plenário do Palácio Legislativo Municipal, tendo como finalidade esclarecer sobre o beneficio social Seguro Defeso que é um direito do pescador.

    A motivação de tal convite se faz em virtude dos constantes problemas que esse benefício social vem tendo na cidade de Pinheiro, para esse dia será convidado a tomar parte da Sessão um representante da Caixa Econômica Federal por ser a instituição bancaria que efetua os pagamentos e ainda as entidades da classe dos pescadores como a Colonia Z-13 e a Assopesca.

    O vereador e autor do Requerimento apontou várias dificuldades que os beneficiários desse programa do governo federal vem tendo para terem acesso aos recursos financeiros do programa, e alertou ainda que é papel de todos os cidadãos o acompanhamento da correta aplicação desse benefício.

    A Sessão que discutirá esse tema será no dia 27 de junho com inicio às 9 horas da manhã, no Plenário da Câmara Municipal de Pinheiro Vereador José de Arimateia Nunes.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!