Logo
  • Primeiro encontro do Fórum em Defesa da Baixada

    Um grupo de cidadãos originários da
    Baixada Maranhense reuniu-se ontem com a finalidade de articular a criação do
    Fórum em Defesa da Baixada Maranhense, como entidade da sociedade civil
    organizada, cujo objetivo é estabelecer um canal de interlocução com as
    diversas esferas do Poder Público para discussão das necessidades pertinentes à
    microrregião, como a construção de barragens, o projeto diques da Baixada e a
    construção da ponte Bequimão-Central do Maranhão. O evento foi realizado no
    auditório da TV da Assembleia Legislativa, a partir das 9:30 horas.
    Participaram do encontro o Chefe da Casa
    Civil, Marcelo Tavares, o ex-deputado Jota Pinto, o vice-prefeito de Pinheiro,
    César Soares, o vice-prefeito de Peri-Mirim, Heliezer Soares, dezenas de
    vereadores, ex-prefeitos, intelectuais, estudantes, profissionais liberais, cientistas,
    lideranças e formadores de opinião de diversos municipíos da Baixada.
    Segundo o professor Flávio Braga, que
    coordenou os trabalhos, “a Baixada possui uma peculariedade que a distingue
    sobremaneira das outras regiões pobres do Maranhão: embora o seu povo seja
    desprezado e muito empobrecido, as soluções para melhorar as condições de vida
    são baratas, simples e de fácil resolutividade. Só depende da vontade política
    de nossos governantes. Quem conhece bem a realidade social da Baixada pode
    atestar essa situação de omissão e abandono”.
    No início dos trabalhos foi projetado um
    documentário produzido pela Frente Parlamentar em Defesa da Baixada em conjunto
    com a TV Assembléia, enfocando aspectos geográficos, econômicos, populacionais
    e culturais da microrregião. Em seguida, foi proferida uma palestra pelo Dr.
    Expedito Moraes, assessor especial da Secretaria de Desenvolvimento Social
    (SEDES), discorrendo sobre o Projeto de Vicinais de Campo (pequenas barragens
    de fundo de enseadas), expondo o seu grande alcance social e a possibilidade de
    desenvolvimento de novos arranjos produtivos.
    No decorrer da sua intervenção, o Chefe da
    Casa Civil comunicou que várias reivindicações históricas da Baixada já estão
    sendo providenciadas pelo governo do estado, como a pavimentação da estrada de
    Pedro do Rosário a Zé Doca, a construção da ponte ligando Bequimão a Central do
    Maranhão, a construção do campus da UEMA em São Bento e a
    regularização do serviço de ferry boat, por meio da realização de licitação e
    concessão pública.
    Ao final da reunião, foi discutido e aprovado o manifesto do Fórum em Defesa da Baixada, eleita uma coordenação executiva com cinco membros e agendado um novo encontro para o dia 14 de março.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!