Logo
  • Procon fiscaliza agências bancárias em Pinheiro

    A Gerência de
    Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon-MA), órgão vinculado à
    Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), realizou mais
    uma etapa da ‘Operação Paciência’, nesta quinta-feira (30), quando fiscalizou,
    pela segunda vez, todos as agências bancárias do município de Pinheiro, Baixada
    Maranhense.
    Na primeira fiscalização, realizada em maio, todos os bancos
    foram autuados por descumprimento às legislações. Já nesta segunda ação, dos
    cinco bancos da cidade, somente dois foram autuados. Entre as irregularidades
    constatadas pela equipe de fiscalização do Procon, a demora na fila de espera,
    falta de distribuição de senhas, redução do número de caixas para atendimento,
    falta de divisórias que separam o consumidor atendido no caixa dos demais e
    ausência do painel de senha.
    De acordo com o diretor-geral do Procon Maranhão, Duarte Júnior,
    que acompanhou a ação, é possível perceber melhorias no atendimento bancário
    prestado aos consumidores no município, mas o problema ainda existe. Segundo
    ele, a melhoria na qualidade dos serviços bancários no estado é uma prioridade
    do governo Flávio Dino e, por essa razão, as fiscalizações têm sido periódicas
    em todo o Maranhão. “Caso não existam melhorias consideráveis, continuaremos
    aplicando as sanções de forma gradativa em prol da melhoria e humanização deste
    serviço”, afirmou.
    O órgão informou que, desde o início do ano, 30 agências foram
    multadas, totalizando R$ 400 mil em multas e que ainda se somarão novas multas
    cujos processos estão em fase de conclusão. O trabalho segue um cronograma
    iniciado em janeiro e se estende a todas as regiões do estado. Já foram
    fiscalizados 37 bancos em São Luís, dois em Paço do Lumiar, sete em Bacabal,
    seis em Timon, cinco em Codó, seis em Caxias, quatro em Estreito, cinco em
    Açailândia, três em Imperatriz, três em Itapecuru-Mirim, quatro em Pinheiro,
    seis em Santa Inês e quatro em São José de Ribamar. Em alguns municípios a
    fiscalização já ocorreu mais de uma vez em todas as agências, a exemplo de
    Santa Inês, Estreito, Pinheiro e São José de Ribamar.
    Denúncia

    O Procon orienta o cidadão que, ao verificar o descumprimento da lei, formalize
    uma denúncia no Procon, localizado na Rua do Egito, 207, Centro. A denúncia
    também pode ser feita pelo aplicativo do Procon-MA, pelo Portal do
    Consumidor
    , nos postos avançados ou pelas redes
    sociais (instragram: @proconmaranhao, twitter: @proconmaranhao e facebook:
    Procon Maranhão).

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!