Logo

Pinheiro: Professores denunciam que sindicalista balaia foi reconduzida ao cargo de maneira arbitrária

Professora
balaia pode ter ferido a democracia e própria credibilidade do Sindicato
Membros do Sindicato de Professores do
Município de Pinheiro – MA denunciam irregularidades na recondução da
professora Dinele ao comando do Sindicato.
Denúncia feita por professores filiados ao
Sindicato dão conta de que o mandato da atual presidente teria sido prorrogado
de maneira arbitrária, por mais dois anos, sem que fosse dada oportunidade a
outros concorrentes que também pleiteavam o cargo, tirando assim o direito de
escolha dos associados.
De acordo com os queixosos, a prorrogação
do mandato por mais dois anos foi decidida em simples Assembleia Geral, que
deveria ter no mínimo 50% + 1 dos associados presentes; ou seja, 402 dos 802
educadores pinheirenses sócios do Sindicato, isso para que a Ata e a
prorrogação tivessem valor legal.

É lamentável que o fato tenha ocorrido
logo no Sindicato de Professores, onde supõe-se seja um espaço de educadores,
formadores de opinião, portanto. Lamentável ainda o fato por ferir a democracia
e própria credibilidade do Sindicato, deixando descredenciada a categoria, que
prega o respeito, uma sociedade mais justa e que busca a igualdade de direitos
e a valorização do magistério.

3 Comentários

  1. #Aluta disse:

    Porque antes de falar de prorrogação de mandato,VC não fala do q realmente esse classe sta precisando… Afinal seu blog serve pra ajudar qm mesmo?seu bolso ou a sociedade….Já pensou q esses 800 associados podem por vzs se esconder pra não mostrar a cara e ficar falando o q não sabe igual a VC….Nos ajude a lutar por nossos direitos e não inferir puxassaquismo entre nossas causas…

  2. Lucas César disse:

    Democracia é o poder da maioria! "De acordo com os queixosos", quantos eram? 402?
    Não é assim que funciona!
    Vocês são muito engraçados.

Deixe o seu comentário!