Logo
  • Projeto do IFMA auxilia turistas na Festa do Divino em Alcântara

    A nona edição do Projeto Divina Hospitalidade, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Alcântara teve início quinta-feira (dia 25). Por meio da iniciativa, os alunos do IFMA ajudam a recepcionar os turistas que lotam a cidade nessa época do ano, por causa das comemorações da Festa do Divino Espírito Santo. O festejo, um dos mais tradicionais do Estado, foi iniciado no dia 24 de maio e vai até o dia 5 de junho.

    As atividades do projeto se estenderão até o fim da Festa do Divino. Alunos e professores dos cursos Técnico em Hospedagem e Superior em Gestão de Turismo estão à frente das exposições e postos de recepção a turistas e comunidade.

    Um dos postos de recepção foi instalado no Núcleo Profissionalizante em Turismo e Hotelaria, prédio do IFMA Campus Alcântara que funciona em um dos principais cartões postais da cidade, a Praça da Matriz. Há, ainda, um posto de recepção e informações funcionando no Terminal Hidroviário, considerado a principal porta de entrada do município. Ali, os voluntários do IFMA prestam os primeiros atendimentos aos visitantes.

    Os estudantes prepararam um “Guia Turístico” e um “Calendário de Eventos Alternativos” para serem distribuídos aos visitantes. Durante o festejo, os alunos aplicarão uma pesquisa de demanda turística, com fim de registro de dados para entendimento da atividade turística na região durante o principal evento cultural do município.

    Também integram as ações do Divina Hospitalidade algumas atividades lúdicas como “Oficina de minicaixas” – oficina de produção de miniaturas dos instrumentos musicais utilizados pelas caixeiras da festa – e “Baú do conhecimento” e “Contação de Estórias”, que ressaltam personagens e simbologias da festa.

    Este ano, o Divina Hospitalidade tem parceria da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Museu Casa Histórica de Alcântara. O projeto é idealizado pela professora Danielle Rocha e organizado pelas professoras Abmalena Sanches, Luísa Cutrim e Mariana Cronemberger.

    Segundo os organizadores, o projeto busca contribuir para a promoção da imagem do município como um destino turístico, principalmente no período do festejo. “Desta forma, espera-se contribuir para o fortalecimento da cultura e do turismo em Alcântara, fazendo com que os discentes envolvidos possam compreender a dimensão da hospitalidade turística e exercê-la de forma planejada, contribuindo para tornar Alcântara uma cidade acolhedora”, disse a professora Luísa Cutrim.

    Também como parte da programação do IFMA, será realizada uma roda de conversa com o tema “Um olhar sobre o feminino na Festa do Divino Espírito Santo”, com a participação de pesquisadoras e mulheres atuantes na Festa do Divino. A conversa está agendada para o dia 1º de junho, às 16h, no Auditório do IFMA Campus Alcântara.

    Festa do Divino em Alcântara – A festa se inicia em Alcântara de Quinta-Feira da Ascensão do Senhor ao Domingo de Pentecostes e não tem relação com terreiros de mina, como em São Luís. No último dia da festa são anunciadas as 13 pessoas que constituirão o império no ano seguinte, são elas: 1 Imperador que a cada ano é alternado com 1 Imperatriz, 1 Mordomo-Régio ou Mordoma se for Imperatriz, 5 Mordomos-Baixos e 6 Mordomas-Baixas.

    Outro personagem típico da festa são as caixeiras – mulheres geralmente idosas que tocam tambores e cantam em louvor ao Divino Espírito Santo. Desde o início das celebrações, todos os dias da semana são dias de festa na cidade, atraindo um grande número de visitantes que se unem à comunidade local para participarem de todos os rituais tradicionais constituintes do festejo.

    Toda a organização e os preparativos da festa são assumidos por um grupo de pessoas (festeiros) que se comprometem geralmente por devoção ou pagamento de promessas e recebem doações de devotos e colaboradores para que possam garantir mesas fartas no momento da visita do Império à casa de cada um dos festeiros.

    Confira a programação da Festa do Divino

    29 de maio

    19h30 – Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

    20h – Cortejo do Império e dos Mordomos pelas ruas da cidade retornando a Casa do Império


    30 de maio

    19h30 – Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

    21h – Visita do Mordomo Baixo


    31 de maio

    19h30 – Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

    20h30 – Visita da Mordoma Baixa ao Império

    21h – Visita do Mordomo Baixo ao Império


    1º de junho

    19h30 – Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

    21h – Visita da Mordoma Baixa ao Império


    2 de junho

    15h30 – Corrida dos bois

    19h30 – Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

    21h – Visita do Mordomo Baixo


    3 de junho

    9h – Entrega de esmola aos idosos

    19h30 – Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

    21h – Visita do Imperador


    4 de junho

    9h – Missa solene na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em seguida cortejo do Império e mordomos pelas ruas da cidade, retornando à Casa do Divino

    17h – Procissão da Santa Crôa e a leitura do peloro para os festeiros de 2018


    5 de junho

    9h – Entrega dos postos aos novos festeiros de 2018

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!