Logo
  • “Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come” a coisa estreitou para alguns vereadores da câmara de Pinheiro.

    Se correr o bicho pega e
    se ficar o bicho come. Essa é a situação de alguns vereadores da câmara
    municipal de Pinheiro, que firmaram precocemente apoio a reeleição de um
    determinado deputado federal.
    As últimas que rondam os
    bastidores da política pinheirense, dão conta que, difícil não foi os
    vereadores embarcarem com o deputado, o difícil mesmo é pular do barco.
    O blog relatou a história
    de um vereador, que não consultou seus superiores, firmando aliança por conta
    própria e foi logo recebendo alguns favores pessoais do determinado deputado.
    Depois pressionado a desfazer a parceria ficou sujeito a estorno dos benefícios reveja aqui.
    Não gostando de ser
    ludibriado, onde o alheio chora o seu dono, o deputado veio em busca de sua “farpela”.
    Ai que mora o perigo! De acordo com informações que chegaram ao blog, quatro
    seguranças do deputado, percorreram a cidade a procura do vereador, que com o
    C.. no “téf téf”, se escondeu e hoje está espantado e desassossegado.
    Sabendo do acontecido os
    demais que pensavam em fugir da raia, estão todos de orelha em pé.  E com medo de desfazer a aliança, que mais parece
    um pacto com o diabo.
    “Porco conhece o pau que
    se coça”. Muitas aberrações ainda acontecerão até as eleições deste ano no cenário
    político pinheirense.

    2 Comentários

    1. Leonel disse:

      Quem é o deputado? Quem é o vereador?
      Assim não dá!

    Deixe o seu comentário!