Logo
  • SEMMA inicia implantação do Programa de Auxílio às Quebradeiras de Coco em Pinheiro

    A Secretaria Municipal de Meio Ambiente deu início, neste domingo (09), nos povoados Pedrinhas, Campo de Ana e Andirobal, a implantação do Programa de Auxílio às Quebradeiras de Coco Babaçu de Pinheiro – AQUECOB. A data foi escolhida por ser o dia em que comemoramos o dia das mães, data simbólica em que as mães quebradeiras de coco passam a receber as oportunidades que o programa tem a oferecer.

    Esse é um programa que auxilia as quebradeiras de coco babaçu, promove a organização da classe das quebradeiras através do Instituto de apoio a elas. O objetivo é trabalhar a matéria prima do extrativismo do babaçu através de uma fábrica para a confecção de produtos como o sabão, azeite, óleo, carvão e o fubá.

    A ideia é além de produzir também comercializar esses produtos. Será uma fonte de renda a mais para as quebradeiras que já fabricam de forma artesanal alguns desses produtos para o consumo pessoal, agora o objetivo é incentivar o crescimento e profissionalização dessa confecção.

    “Empresas do ramo de cosméticos tem total interesse na compra do azeite e do óleo extraído do coco babaçu, eles compram em larga escala. Essa é mais forma de lucrar com a amêndoa. Pretendemos fundar o Instituto de Apoio às QUEBRADEIRAS de Coco Babaçu do Município de Pinheiro. Visando um olhar ainda mais especial apoiando essa categoria que vinha sendo esquecida há décadas”, disse Tony Ferreira, coordenador do programa em Pinheiro.

    Além das oportunidades de crescimento profissional, legalizando e qualificando a produção dos derivados do babaçu, as quebradeiras vão ter agora direito a auxílios financeiro como um incentivo a mais para a execução do programa. Elas terão ainda atenção jurídica e de saúde. Também receberão cestas básicas. Vão poder comercializar de maneira institucionalizada seus produtos.


    “Estamos colocando em prática políticas ambientais que irão impactar as comunidades de forma direta. As quebradeiras de coco a muito tempo estavam precisando de olhar do poder público, nós chegamos agora com toda a estrutura para dar assistência e incentivo a elas”, afirmou Layanna Ferreira, secretária municipal de Meio Ambiente.

    Serão beneficiados 25 povoados divididos em 5 regiões: região da Chapada – Campo Novo, Buriti, Viveiros, São Paulo e Barros; região de São Caetano – Ribeirão, Segredo, Tingidor e Ilha dos Amores; região de Santo Antônio dos Carvalhos – Fé em Deus, Angelim, Estrela e Rumo; região Refúgio – São Raimundo, Coco, Experimenta e Purãozinho; região de Pedrinhas- Campo de Ana, Andirobal, Guaribal e Esperança.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!