Logo
  • Trote Verde promove plantio de mudas frutíferas e ornamentais no Campus Pinheiro

    Estudantes, professores, servidores e funcionários do Campus participam de doação de mudas para o paisagismo do centro

    uf1A comunidade universitária da UFMA, em Pinheiro, encontrou uma forma diferente de recepcionar os novos alunos do segundo semestre: o Trote Verde. A ação consiste na doação e plantio de mudas de várias espécies de plantas no Campus. Alunos, professores e técnicos participam da ação, que tem caráter permanente.

    As doações são recebidas pelas idealizadoras da iniciativa, as professoras Elizangela Araújo e Raysa Saraiva, do curso de Ciências Naturais – Biologia. Até o momento, já foram doadas mudas de acerola, jambo, caju, manga, ipê, pau-brasil, mogno, pitomba, jabuticaba, abacate, cajá e bacuri.

    Em visita a Pinheiro, ontem, a reitora Nair Portela elogiou a iniciativa e plantou uma muda de Ipê-Amarelo. “Aqui nós temos outra perspectiva de trote, algo educativo, ecológico e que contribuirá com o paisagismo do local. Todos ganham e as pessoas se sentem felizes”, exalta

    Quem não tinha uma muda de planta podia comprar em um espaço montado no prédio e, assim, fazer a doação. Toda a renda é revertida para a compra de utensílios de jardinagem e fertilizantes.uf2

    A professora Elizangela Araújo se disse satisfeita com o envolvimento da comunidade acadêmica. “O Campus abraçou a ideia por inteiro e estabelecemos a ação como projeto permanente. Agradeço aos alunos professores e servidores pela participação”, declara.

    As doações fazem parte da primeira etapa do plano de paisagismo. Em seguida, as professoras farão a triagem das mudas e construirão, com o auxílio dos próprios alunos, uma estufa feita de bambu, para conservar os exemplares de plantas em local apropriado até a época de início de chuvas, em dezembro. “Uma estufa padrão custa três mil reais, mas iremos construir uma com apenas seiscentos reais. Trazer uma muda é só o início de uma série de benefícios: teremos sombra, frutas, ornamentação e clima agradável”, completa Elizangela.

    A terceira etapa consiste na transferência das mudas para os locais de plantio. O próximo passo é produzir as próprias mudas para estender o projeto à cidade de Pinheiro. “Os alunos apoiaram totalmente e, muitos deles, por terem conhecimento de cultivo de espécies frutíferas, ajudarão bastante. Há outros que querem aprender essas técnicas”, comenta a professora Raysa Saraiva.

    Raphael Vidal, aluno do 1º ano de Medicina, doou uma muda de ipê-amarelo. “Esse projeto é muito interessante, pois os alunos participam da construção do Campus. É muito mais sombra e beleza aos espaços”, elogia.

    Quem partilha da mesma opinião é o pró-reitor de Assistência Estudantil da UFMA, João de Deus Mendes. “Em Pinheiro esta ideia tomou grande proporção, envolvendo várias pessoas. É primordial que a universidade estimule valores como solidariedade e o envolvimento social das boas causas”, ressalta.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!