Logo
  • UFMA abre 12 novos cursos em sete municípios do Maranhão

    Do G1 MA.
    A
    Universidade Federal do Maranhão (UFMA) anunciou nesta quinta-feira (7) a
    criação de 12 cursos de graduação, que serão distribuídos em sete municípios
    maranhenses. A intenção da universidade é desenvolver alguns setores em regiões
    onde há falta de profissionais qualificados.
    “Nós
    já tínhamos trabalhado nessa perspectiva pra identificar a potencialidade da
    região e também da formação de cada profissional”, disse o reitor da Ufma,
    Natalino Salgado.
    A
    graduação em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) funcionará no prédio de
    Ciências Humanas do Campus de São Luís. Já em São Bernardo, cidade perto do
    Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, a UFMA abrirá o curso de Turismo. E em
    Chapadinha, onde há grandes plantações de soja e outros grãos, serão abertas
    vagas para Engenharia Agrícola.
    Ao
    todo os sete campi irão receber 500 novas vagas para 12 cursos. Em Bacabal
    serão oferecidos os cursos de Nutrição, Enfermagem e Educação no Campo. Em
    Grajaú, serão Matemática e Geologia. Em Pinheiro terá Engenharia de Pesca e
    Enfermagem. No Campus de Codó, os cursos serão Engenharia Química e Computação.
    De
    acordo com a UFMA, o Ministério da Educação já autorizou a contratação de
    técnicos e professores, por meio de concurso público.
    As
    novas vagas criadas pela UFMA serão abertas somente para o segundo semestre de
    2014. Como o anúncio dos novos cursos foi feito depois da realização do Exame
    Nacional do Ensino Médio, quem quiser ingressar em uma das carreiras, poderá
    usar os pontos do Enem deste ano para conseguir uma vaga. Pra isso, o candidato
    deverá usar a plataforma do Sisu.
    “Nossa
    seleção dos nossos alunos acontece pelo Enem usando a plataforma do Sisu em que
    a universidade publica editais e vai chamando de acordo com a característica de
    cada curso”, explicou Natalino.
    Ele
    explicou ainda que além das novas vagas, a universidade aguarda um
    posicionamento do MEC para a abertura do curso de Medicina em Bacabal.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!