Logo
  • UFMA Campus de Pinheiro recebe Aula Inaugural do curso de Enfermagem

    Quarenta alunos da primeira turma de
    Enfermagem do Campus de Pinheiro iniciaram suas atividades semestrais.
    Uma unidade de saúde bem equipada
    representa o que há de melhor em termos de estrutura de atendimento, tecnologia
    e, principalmente, integração entre as equipes voltadas para a área de saúde. A
    mentalidade voltada para o trabalho focado na saúde pública representa,
    inclusive, atenção especial nas medidas de prevenção a enfermidades, ou seja,
    na atenção básica. Princípios como estes inspiraram a criação de cursos
    voltados para a área da saúde no Campus de Pinheiro da Universidade Federal do
    Maranhão, em que, no último, dia 8, ganhou um novo capítulo com a Aula
    Inaugural da primeira turma de Enfermagem da cidade, localizada na Baixada
    Maranhense.
    Quarenta alunos foram integrados aos
    cursos da área da saúde de Pinheiro e poderão ver, logo no primeiro semestre, o
    que é uma grade curricular integrada, com o novo Projeto Político-Pedagógico
    dos cursos voltados para a saúde. Com base neste, o projeto pedagógico dos
    cursos de Pinheiro para a área foram formados com foco na atenção básica, sendo
    que esta é regida pelo Estatuto da Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Na prática, a grade curricular dos
    cursos de Enfermagem e Medicina do Campus tem várias disciplinas em comum, como
    anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, e atenção básica em saúde, sendo
    que nesta, ambos os cursos terão seus alunos realizando visitas às unidades de
    saúde locais. “A partir daí, os alunos poderão conhecer a situação da saúde em
    Pinheiro, das comunidades e das pessoas em torno ao município. Os estudantes
    terão seus trabalhos integrados desde o início do curso. Para que o curso de
    Medicina fosse implantando em Pinheiro era preciso, fundamentalmente, o curso
    de Enfermagem, e vice-versa”, completou a coordenadora do curso de Enfermagem
    da UFMA, a professora Lena Fonseca. 
    Para os alunos, são oferecidos como
    estrutura de ensino laboratórios, corpo docente concursado, salas climatizadas
    e colaboração com unidades básicas de saúde que servirão como campo de prática
    e estágio. Entre os laboratórios que serão utilizados pelos cursos de Medicina
    e Enfermagem estão os de Morfologia, que servirá para observação em
    microscópio; Laboratório de Bioquímica, para análises de reações químicas do
    corpo humano; Laboratório de Histologia, com observação microscópica de
    tecidos; Laboratório de Práticas e Assistência em Saúde, para práticas
    semiotécnicas de pressão, temperatura, sinais vitais, preparo e administração
    de medicamentos, entre outros; e Laboratório de Prática Farmacológica, para
    manipulação de Fármacos.
    Após os agradecimentos do diretor do
    Campus de Pinheiro, Ricley Marques e do Prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes,
    que agradeceram o trabalho dos profissionais envolvidos na implantação dos dois
    cursos da saúde implantados na cidade, o reitor da UFMA, Natalino Salgado,
    ressaltou a importância dos cursos para o melhoramento da saúde da cidade e a
    oportunidade que os jovens alunos estavam recebendo por conseguir entrar em uma
    universidade federal em expansão. “Agradeço a toda a equipe competente e
    comprometida que esteve envolvida com este grande passo da Universidade. Temos
    uma Instituição cada vez mais diferente da observada em anos atrás e isso
    porque cada vez ela está em expansão. Ampliamos o Campus de Pinheiro e estamos
    em processo de expansão do Campus de Cururupu”, disse o reitor.
    Em seguida, a diretora do Centro de
    Ciências Biológicas e da Saúde da Cidade Universitária do Bacanga, Nair Portela
    Coutinho, proferiu a aula inaugural em que discorreu o processo histórico da
    formação do curso de Enfermagem no mundo e no Brasil, seguindo com as
    principais características do trabalho do enfermeiro no processo de atendimento
    técnico e social dos pacientes.

    Ela elencou e discorreu sobre pontos
    de compreensão da área como a institucionalização do Sistema Único de Saúde, as
    exigências ao profissional de Enfermagem, as Diretrizes Curriculares Nacionais,
    os chamados “Elementos Imprescindíveis dos Enfermeiros”, a produção e a
    exigência científica da área aos alunos e profissionais capacitados e a prática
    social do enfermeiro, que prima pelo bem-estar do paciente. “A sociedade tem o
    direito de ter uma qualidade de vida melhor, sendo assistida melhor e com
    equidade. E a educação é o caminho para este fim”, declarou enfaticamente.
    Participaram da mesa de solenidade o
    reitor da UFMA, Natalino Salgado; a coordenadora do curso de Enfermagem do
    Campus de Pinheiro, Maria dos Remédios Lira; o diretor do Campus de Pinheiro, o
    professor Ricley Marques; o prefeito do município de Pinheiro, Filadelfo Mendes
    Neto; o secretário municipal de Saúde, Fábio Nascimento; a coordenadora de
    implantação dos cursos da área da saúde do Campus de Pinheiro, Maria do Carmo
    Lacerda; a presidente da Câmara Municipal de Pinheiro, Concita Pajé; e a
    diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Cidade Universitária,
    Nair Portela Coutinho. 

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!