Logo
  • Vereador Beto de Ribão faz indicação ao deputado Victor Mendes e pede medidas urgentes no caso “Lixão” de Pinheiro.

    Beto
    pede a adoção de medidas urgentes no sentido de disponibilizar recursos no Orçamento
    da União.
    O vereador Carlos Alberto
    Soares Reis “Beto de Ribão” (PSD) fez indicação de nº 030/2015 ao deputado
    federal Victor Mendes (PV) que pede a adoção de medidas urgentes no sentido de
    disponibilizar recursos no Orçamento da União para recuperar o Aterro Sanitário
    ou que seja adquirida outra área para construção de outro Aterro no município
    de Pinheiro. 
    De acordo com o vereador,
    “o Aterro Sanitário de Pinheiro,
    instalado pelo poder Publico Municipal, está hoje transformado em um verdadeiro
    “Lixão”, provocando sérios danos ao Meio Ambiente que se não forem contidos de
    imediato, poderá se tornar um dano irreparável causado pelo excesso de lixo
    depositado fora do aleatório”. Disse Beto.

    Afirma o vereador que mais
    grave ainda, é que o citado Aterro está situado hoje em área Urbana do
    Município como também numa área ainda de habitar natural. No seu entorno,
    também existe um numero significativo de habitações.

                                Aterro Sanitário ou Lixão de Pinheiro 
    Atualmente, existem
    normas que regulam a implantação de Aterros Sanitários, segundo os quais ,
    estes devem possuir um controle de qualidade e tipo de lixo, Sistemas de
    proteção ao Meio Ambiente e monitoramento Ambiental. “Mas infelizmente o Município de Pinheiro ainda não possui esta
    importante ferramenta para a efetiva obtenção de melhores condições de
    saneamento”,
    assegurou Beto.
    “Aquele ambiente que onde
    diariamente é depositado o lixo de nossa cidade, carece de cuidados urgentes
    pelo fato de ainda não existir um lugar apropriado para destinação do lixo
    gerado no município. Atualmente este é descartado aleatoriamente sem nenhum
    cuidado prévio, no chamado (Aterro Sanitário). Bem sabemos que a poluição
    causada pelo chorume despejada nos cursos d’água e pelo metano que exala do
    aterro prejudica todo o solo. No entanto não se pode permitir que tamanho crime
    Ambiental seja cometido, principalmente num momento em que há um  clamor geral pela preservação dos recurso
    naturais do planeta”.
    Finalizou
    o vereador.

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!