Logo
  • Vereador Guto denuncia projeto indecente do vereador e vice-prefeito eleito de Pinheiro, Stélio Cordeiro.

    Vereador, Stélio Cordeiro (PSDB) vice-prefeito eleito da cidade de Pinheiro.

    Vereador, Stélio Cordeiro (PSDB) vice-prefeito eleito da cidade de Pinheiro.

    O vereador Augusto Vinicius (Guto) PV, usou as redes sócias nesta quarta-feira, 16, para denunciar um projeto no mínimo indecente, de autoria do vereador, Stélio Cordeiro (PSDB) vice-prefeito eleito da cidade de Pinheiro.

    O projeto fixa subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários a partir de Janeiro de 2017. O projeto que começou a tramitar no legislativo nesta terça, 16, até então passava desapercebido sem chegar ao conhecimento da população. Os aumentos variam de 70 a 250% um contraste para o momento de crise que passam o municípios.

    Abaixo a denúncia do vereador que é membro da mesa diretora e já manifestou seu voto contrário ao projeto.

    O vereador Augusto Vinicius (Guto) PV, membro da mesa diretora.

    O vereador Augusto Vinicius (Guto) PV, membro da mesa diretora.

    É de responsabilidade da mesa diretora da casa, fixar e fazer possíveis reajustes salariais do Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários e Sub-Secretários. Até ai tudo bem! O que me deixou preocupado foram os valores! Estão propondo um aumento EXORBITANTE! Como disse, um verdadeiro tapa na cara da população!

    Faço parte da mesa diretora da Câmara, mas me recusei a assinar este projeto, porém, fui voto vencido. O projeto foi “arquitetado” pelo vereador Stélio, também membro da mesa, que a partir de 01/01/2017 assumirá o mandato de vice-prefeito. Coincidência ou não, o aumento está maior justamente no salário de vice-prefeito.

    Vejam só:

    Prefeito
    Aumento de R$ 13.180,00 para R$ 20.807,60
    Vice-prefeito
    Aumento de R$ 5.632,00 para R$ 14.187,00
    Secretários
    Aumento de R$ 4.080,00 para R$ 7.951,00
    Subsecretários
    Aumento de R$ 2.225,00 para R$ 3.975,00

    Quero acreditar que o futuro prefeito não está de acordo com esta disparidade, caso contrário, é mais despreparado do que eu imagino. Um aumento deste lhe trará um impacto enorme na folha de pagamento do município, e consequentemente, comprometerá e muito a sua gestão. Afinal, vcs acham que ele vai atrasar qual salário? o seu e de seus secretários? ou os de assalariados que trabalham 8h por dia pra ganhar pouco mais de R$ 800,00.

    O projeto começou a tramitar a partir de hj (16/11/2016) e, se não tiver uma participação popular, deverá ser aprovado (obviamente, com meu voto contrário) nos próximos dias. Por isso, estou aqui denunciando e pedindo à população pinheirense que procure e pressione os seus vereadores, pra que votem contra este projeto. Também é importante que a população frequente as sessões da Câmara, às terças e quartas, a partir das 09h, para que acompanhe de perto esta e outras situações neste fim de mandato.v1v2

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!