Logo
  • Pinheiro: disputa de Leonardo Sá e Luciano Genésio por ata do Solidariedade vira caso de polícia.

    O dia foi de correria para os dois principais grupos de oposição em Pinheiro. No Cartório Eleitoral da cidade, a movimentação foi intensa. Além da disputa de última hora por sigla partidária, até roubo de ata aconteceu.

    A Dra. Samara Santos Noleto, Advogada da chapa Leonardo Sá (PCdoB) e Ana Paula Lobato (PDT), registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia Regional da cidade, onde acusa aliados do candidato a prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, de terem fugido do Cartório com a ata do Solidariedade.

    O B.O diz que por volta das 12:00h o Sr. Edmilson de Pacas, tomou para si o livro de ata do Partido Solidariedade SDD que se encontrava no balcão de atendimento do Cartório Eleitoral da 37ª Zona Eleitoral, na posse da Advogada, Dra. Samara que estava autorizada pela presidência do Partido para protocolar ata da Convenção do SDD realizado no dia 05\08\2016.

    De acordo com o boletim, Edmilson teria atuado com o auxílio de Fernando Caminhão, Lauber Viegas e Vinicius Genésio além de outros não identificados.  O livros de atas foi passado de mão em mão na antessala do Cartório Eleitoral e depois fugiram com o livro num veículo de propriedade de Lúcio André, irmão do candidato, Luciano Genésio.

    O caso já foi levado ao conhecimento do delegado. Abaixo o B.O.BO

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!