Governo

Caravana Maranhão Quilombola levará saúde e cidadania para povoados de Pinheiro

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e em parceria com a Secretaria...

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e em parceria com a Secretaria de Estado de Igualdade Racial (Seir), realiza ações da Caravana Maranhão Quilombola, nesta terça (29) e quarta-feira (30), nos quilombos Pirinã e Santana dos Pretos, no município de Pinheiro. Ao todo, 14 caravanas estão visitando locais com maior população quilombola do estado neste mês até julho.

Os quilombos Pirinã e Santana dos Pretos serão beneficiados com diversos tipos de atendimentos de saúde, entre os quais consultas médicas (clínica geral, oftalmologia, ginecologia, fisioterapia, nutrição), avaliação nutricional, verificação de pressão arterial e glicemia, testes rápidos para HIV, hepatite B e C e Sífilis, distribuição de preservativos masculinos e femininos, exames preventivos, atividades de saúde bucal (palestras, escovação, aplicação de flúor e entrega de kit de escovação) e emissão de documentos.

A ação, que faz parte do Programa Maranhão Quilombola, é um instrumento de ações articuladas de políticas públicas, destinadas às comunidades quilombolas do estado, com diretrizes orientadas a partir do Programa Brasil Quilombola. O objetivo é implantar a Saúde Integral da População Negra através do Fortalecimento das Ações de Atenção Primária e Vigilância em Saúde.

A chefe do Departamento de Educação em Saúde da SES, Claudiana Cordeiro, afirma que a Caravana Maranhão Quilombola é uma importante ação do Governo na área de igualdade racial porque reúne ações de saúde e promoção da saúde.

“A Secretaria de Saúde, juntamente com a Secretaria de Igualdade Racial e outras secretarias, têm levado ações de saúde integral para as comunidades quilombolas, de forma que estas ações possibilitam o acesso a serviços básicos de saúde que melhoram a qualidade de vida do povo maranhense”, explicou Claudiana Cordeiro.

A equipe de profissionais de saúde das caravanas nos municípios orienta a população quilombola com relação ao planejamento de saúde da família, ações de saúde, palestras educativas sobre a prevenção de doenças crônicas, troca de conhecimentos do saber popular de cada comunidade e técnicas de inclusão produtiva agrícola.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados