Publicidade do Estado do MA

Dois homens são condenados por estupro de vulnerável em São João Batista

Um outro teve a prisão preventiva decretada pelo mesmo motivo A pedido do Ministério Público do Maranhão os réus...

Um outro teve a prisão preventiva decretada pelo mesmo motivo

A pedido do Ministério Público do Maranhão os réus Paulo Silva Serra Pinto e Dennis Castelo Abreu foram condenados, no dia 2 de maio, respectivamente, a 10 anos, 4 meses e 6 dias e a 12 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão pela prática de estupro de vulnerável. Pelo mesmo motivo, José Carlos Barbosa Pinheiro, no dia 7 de maio, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça até posterior decisão.

O primeiro réu, Paulo Silva Serra Pinto, no período do natal de 2017, praticou ato libidinoso contra duas meninas, uma de 7 e outra de 11 anos. O outro condenado, Dennis Castelo Abreu, manteve relações sexuais com uma menina de 11 anos, que resultou em gravidez. O réu foi vizinho da vítima durante aproximadamente quatro anos. Já José Carlos Barbosa Pinheiro, praticou ato libidinoso com uma menina de 11 anos, dentro do comércio dele.

Defendeu a tese do Ministério Público do Maranhão o promotor de justiça Felipe Augusto Rotondo. Proferiu as sentenças o juiz José Ribamar Dias Júnior.

O município de São João Batista fica localizado a 284 km de São Luís.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados