HOMICÍDIO | Homem recebe pena de 12 anos em Santa Helena

Em sessão do Tribunal do Júri realizada nesta sexta-feira (6), na Comarca de Santa Helena, o lavrador Edson Carlos Costa foi condenado à pena de 12 anos de prisão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado. Ele estava sendo julgado sob a acusação de ter matado Paulo Marcelino Pereira. A sessão foi no Fórum de Santa helena e teve a presidência da juíza titular da 1a Vara, Cynara Elisa Gama Freire.

De acordo com a denúncia, o crime ocorreu em 24 de março deste ano. A testemunha Elias, que estava na companhia de Marcelino, relatou à polícia que o acusado chegou e, sem algum motivo aparente, desferiu as facadas que mataram Marcelino. Ato contínuo, Edson ainda teria tentado atingir Elias, que fugiu. Edson Carlos foi capturado na vizinha cidade de Turilândia, ainda portando a faca que teria sido usada no crime. Quando ouvido em inquérito, o acusado disse que somente se manifestaria perante autoridade judicial.

O Conselho de Sentença reconheceu que Edson Carlos cometeu homicídio qualificado contra Paulo Marcelino, por motivo fútil. Ele recebeu o direito de recorrer em liberdade. A sessão do júri contou com a atuação do promotor de Justiça André Charles Alcântara Martins Oliveira e do advogado Jorge Firmino Pinheiro da Silva.

Novembro é o Mês Nacional do Júri, que ocorre em todo o país e com adesão de todas as comarcas do Maranhão. O movimento é uma mobilização nacional da Justiça para julgar o maior número possível de processos referentes a crimes dolosos contra a vida. É o que prevê a meta da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), do Conselho Nacional de Justiça, para este ano.

 

Comente