Hospital Macro Regional de Pinheiro: Um condomínio de amigos e familiares que deixa de cumprir suas obrigações com a Baixada; entenda.

O titular do blog traz um alerta ao Governador do Estado, Flávio Dino e ao Secretário de estado de...

O titular do blog traz um alerta ao Governador do Estado, Flávio Dino e ao Secretário de estado de Saúde, Carlos Lula, em relação ao hospital Macrorregional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago na cidade de Pinheiro.

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio e o ex-diretor do hospital Dr. Leonardo Sá, dançam e rolam dentro da casa de saúde visando apenas às eleições de 2018. Luciano esconde as ações do Governo do Estado em Pinheiro, assumindo a autoria, assunto esse que em breve abordaremos. O certo é que a nova dupla dinâmica de Pinheiro está prejudicando de forma direta o bom funcionamento do hospital Macrorregional da Baixada.

Abaixo a denuncia de pai de família da cidade de Guimarães ao blog sobre casos que vem acontecendo no Macro.

Carlos Victor da Silva Fonseca de 8 anos

Meu filho quebrou os dois ossos dois antebraços (rádio e ulna), em Guimarães, no dia 09-06, fomos encaminhados para a Santa casa de Cururupu e logo depois fomos encaminhados para esse hospital de Pinheiro, Dr. Jackson Lago, chegamos aqui por volta das 17hs e só fomos encaminhados para os leitos às 20:hs, no dia 10, meu filho foi encaminhado para a sala de cirurgia, foi dopado e retornou para o leito por volta de 13h, passou o dia na dieta zero e só foi comer a noite. Hoje dia 11, ambos contentes na expectativa de receber alta chamaram o médico pra saber como tinha ocorrido o procedimento cirúrgico e só aí ele foi me dizer que não tinha ocorrido a cirurgia por falta de um fio metálico. Estamos aqui sem nenhum posicionamento da direção do hospital, que por sinal não há nenhum deles.

Meu nome é Carlos Marcone da Silva Fonseca, sou pai do Carlos Victor da Silva Fonseca de 8 anos que está aqui no hospital.

Um condomínio de amigos e familiares. 

Duas famílias de políticos de Pinheiro transformaram o hospital em apenas um negocio lucrativo prejudicando diretamente a imagem do Governo do Estado e a população da Baixada. A família, Hortegal da esposa do prefeito da cidade, e Sá, do ex-diretor, Leonardo Sá, hoje principal aliado do prefeito de Pinheiro, transformaram o hospital em um condomínio de amigos e familiares que está deixando de atender os anseios da população da Baixada.

Os profissionais de Saúde do hospital são indicados pelos políticos Leonardo e Luciano Genésio. A diretora geral é Denise Boás, é uma indicação de Leonardo, Já o Diretor Clinico é kaio Hortegal, cunhado do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio.  O chefe da UTI é Rafael Hortegal primo de Thaisa Hortegal esposa do prefeito de Pinheiro que não tem qualificação profissional para assumir tal função, já que a UTI tem só poderia ser chefiada por um intensivista e segundo consta, o Dr. Rafael não possui essa especialidade.

Thaisa Hortegal e Leonardo Sá, a dupla que está acabando com o hospital Regional da Baixada

Talvane Hortegal pai da primeira dama do município de Pinheiro, o médico recebe 70 mil reais de um contrato com a integ para prestar 28 plantões de 24 horas mês, o que daria um total de 672 horas por mês, ou seja, impossível de fazer.

Além do Macrorregional, o Dr. Talvane também é médico do PSF no município de Pinheiro, lotado no povoado Bom Viver e tem carga horária de 162 horas por mês e ainda acumula trabalho no hospital Pontes Aguiar no município de Chapadinha aonde supostamente cumpre uma carga horária de 60 horas e mais 60 horas na cidade de Brejo do Maranhão, ou seja, o médico o Dr. Talvane é um médico onipresente, está em todas as partes no mesmo momento.  Na soma o médico cumpre 952 horas por mês, ou seja, 31 horas por dia.

28h de plantão de Talvane no Macrorregional

O irmão da primeira dama de Pinheiro, Kaio Hortegal, que é filho do onipresente Dr. Talvane, é diretor clínico do Macrorregional e, recebe 40 mil reais por mês como diretor clínico da unidade e acumula a especialidade de clínica médica.

Rafael Matos Hortegal que como mostramos é coordenador da UTI e também é clinico geral, recebe 12.500 reais por mês e trabalha em regime de plantões.

O chefe da UTI é Rafael Hortegal primo de Thaisa Hortegal esposa do prefeito de Pinheiro que não tem qualificação profissional para assumir tal função

A empresa integ é contratada pelo instituto Acqua  para prestar os serviços de cardiologia, gastroenterologia, endoscopia, clínica médica, cirurgia e outros, ao hospital Macrorregional. Detalhe: a empresa integ tem endereço segundo consta no cadastro do CNPJ, na Avenida presidente Vargas numero 15 no centro da cidade de Chapadinha, já no contrato assinado com o instituto Acqua , o endereço da mesma empresa fica na Rua Deodoro da Fonseca Nº 546 no centro de Pinheiro. No endereço em Pinheiro é uma residência.

40h de Talvane no Programa Saúde da família do Bom Viver

Talvane no hospital Pontes Aguiar em Chapadinha

Talvane no hospital de Brejo do Maranhão

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados