Retrocesso! Depois de 20 anos educadores de Pinheiro voltaram a receber por etapa e em ordem alfabética.

Mensagem do prefeito de Pinheiro em uma rede social no dia 04 de setembro.

Como disse o deputado federal, Waldir Maranhão, “filho de peixe, peixinho é”, quando se referia ao prefeito da cidade de Pinheiro, filho do ex-prefeito, José Genésio.

Genésio filho, se supera e com apenas 9 meses a frente da prefeitura de Pinheiro, consegue ser pior do que o pai. Uma das medidas adotadas pelo atual prefeito da cidade, foi a mesma adotada pelo seu pai quando prefeito. O salário da educação voltou a ser pago por etapa e em ordem alfabética depois de 20 anos.

No último dia 04, o prefeito da cidade pagou a primeira parcela do 13º salário apenas para os profissional da educação que beneficiou a primeira etapa as letras de “A a L” e garantiu que as letras de “M a Z” seriam pagos 15 dias após o pegamento da primeira metade do alfabeto. Fato esse que não aconteceu.

O fato mais inusitado foi que apenas metade dos profissionais contados  da educação receberam o salário de “agosto” depois de 20 dias de atraso. De acordo com informações que chegaram ao blog, mais uma vez foi priorizado as letras de “A a L” as letras de “M a Z” está sem previsão de pegamento assim como a primeira parcela do 13º dos efetivos da educação.

A prefeitura de Pinheiro, só no mês de setembro, já recebeu mais de 3 milhões de reais de FUNDEB em repasses dos governo federal como mostra o demonstrativo Banco do Brasil abaixo.  Como disse o deputado Waldir Maranhão “filho de peixe, peixinho é” a casa do pai foi a escola do filho.

Comente